Comportamento
02/06/2017 3 min

3 DICAS PARA LIDAR COM CIÚMES

Curtidas, comentários e postagens hoje em dia são banais, mas podem provocar problemas para os que sofrem de ciúmes. Veja como lidar com esse sentimento!

Com toda a certeza não foi a internet que originou o ciúme ou a possibilidade de vigiar ou investigar a vida de alguém – que hoje chamamos de stalkear –, mas ela com certeza possibilita que algumas pessoas alimentem ainda mais sua insegurança com seus parceiros. Insegurança essa que muitos psicólogos evolucionistas, como David Buss, afirmam que tinha um motivo de existir antigamente: garantir o sucesso reprodutivo de nossa espécie.

Já para Ailton Amélio, que leciona a disciplina de Relacionamento Amoroso na USP (Universidade de São Paulo), a completa ausência do ciúme é sinal de que não há vínculo afetivo, pois um pouquinho de ciúme é “sinal de amor”. Mas este sentimento só funcionaria sendo pequeno e proporcional aos riscos de traição.

Sendo algo natural e que pode ser saudável para as relações humanas, como perceber se não há exageros? O que fazer para sofrer menos com esse sentimento? Separamos 5 dicas da psicóloga clínica Dra. Christina Hibbert, especialista em saúde mental feminina e desenvolvimento pessoal, sobre o assunto:

  1. Reconheça o ciúme e aprenda com ele
    O primeiro passo é reconhecer o sentimento, pois percebê-lo já diminui a força e abre a porta para você se conhecer melhor e, até mesmo, impulsionar seu crescimento. Por exemplo: sente ciúme de um amigo da sua namorada que pinta quadros e ela comenta na página dele admirando-o? Deixe a rede social um pouco de lado e se inscreva num curso de pintura 😉
  1. Deixe que o sentimento saia de você
    A respiração é um dos melhores métodos para acalmar a mente. Ao se sentir inseguro e ansioso para dar uma espiada no celular do companheiro, por exemplo, diga a si mesmo: “eu não preciso dessa emoção”. E lembre-se da dica da Dra. Hibbert: “respire profundamente e imagine que o ciúme é uma energia dentro de você, que ao expirar ela está indo embora. Repita o quanto necessitar”.
  1. Lembre a si mesmo seus pontos fortes
    Pensando no exemplo da primeira dica, você pode até não saber tocar violão, mas sabe fazer reparos em equipamentos elétricos da casa. Ou não tem o corpo bem definido como de alguém que seu parceiro segue no Instagram, mas sabe tudo sobre as últimas séries lançadas por serviços de streaming. Esse tipo de pensamento ajuda a lembrar que todo mundo tem suas forças e fraquezas. Pode parecer óbvio, mas em momentos de ciúmes é muito comum achar que a outra pessoa é melhor, quando na verdade ela é apenas diferente.

O mais importante é olhar para as relações e analisar se foram construídas na base da confiança ou de segredos. E, a partir daí, deixar de seguir cada passo on-line do companheiro para começar a caminhar ao lado.

VOLTAR

23 Comentários

  • Cleonice Costa Das Chagas disse:

    Améi ,, isso pode ajudar a muitos relacionamentos q o ciúmes está destruindo.e ciúmes exagerado não é necessário … tudo de mas é veneno.

  • Josy disse:

    O ciúme é auto-destrutivo, o ciúme ele não só destrói sua auto-estima como a outra pessoa q vive este relacionamento doentio.
    Erguer a cabeça e olhar pra frente são as diferenças q te fez especial nesta relação

  • Sérgio disse:

    Fantástica a matéria, pois estudando o assunto agrega conhecimentos para ambos os lados.

  • Cléber disse:

    Matéria excelente…..

    • superuser disse:

      Muito obrigado pelo elogio, Cléber! Se você gostou desse texto, recomendamos dar uma passadinha na seção de Educação também 😉

  • Gil NEVES disse:

    O ciúme é o único sentimento que não dá prazer.

    • superuser disse:

      Com certeza, Gil! Gostaríamos de saber sua opinião em outros textos no site também! 😉

  • Mayra disse:

    Antes eu não tinha ciumes era bem segura depois de 12 anos de relacionamento estou me sentindo um pouco insegura. Adorei as dicas vou levar comigo.

    • superuser disse:

      Confira outros textos no Dialogando, Mayra! Quem sabe não encontra mais dicas que possam ajudá-la? 😉

  • Jane disse:

    Gostei muito das dicas e gostaria de receber mais dicas, preciso mim curar sou tenho muito ciúmes.
    Olho o celular dele quero sempre saber de quem é cada mensagem que chega, estou mau a ponto de não querer mais esse relacionamento.

    • superuser disse:

      Que bom que você gostou das dicas, Jane! Esperamos que elas possam te ajudar 😏

  • eloiza ramagnoli disse:

    Nossa eu amei as dicas pois sinto muito ciumes desnecessario obg..agora é so respirar fundo e cassa alguma coisa pra fazer né kk..

    • superuser disse:

      Ficamos contentes em saber que pudemos ajudar, Eloiza! Acompanhe o site para mais dicas bacanas 😉

  • Jaciara disse:

    Bom, até que gostei mas acho que se for pra eu tentar aprender a fazer aquilo que ainda não sabia por causa do ciúme daqui a pouco já nem saberei mais se vale a pena porque imagina quantas pessoas diferentes de mim sabem e são o que eu não sou,vou viver pra tentar ser quem não teria vontade de ser e fazer o que nem interesso aprender. …

    • superuser disse:

      Aproveite para conhecer outros conteúdos da seção Relacionamentos Online do Dialogando! 😉

  • Marco A.A.Souza disse:

    Verdades! Mas quando perceber que o ciúme está dominando os seus sentimentos, lembre-se que o “racional ” tem que prevalecer !

    • superuser disse:

      Aproveite para conhecer outros conteúdos da seção Relacionamentos Online do Dialogando! 😉

  • Maria disse:

    Realmente o ciúmes,consome nossa alto estima,vou respirar…, gostei muito das dicas!

    • superuser disse:

      É muito bom saber que as dicas ajudaram, Maria! Confira mais textos do site 😉

  • Duda disse:

    Gostei bastante desta matéria
    Parabéns! 😉😉

    • superuser disse:

      Que bom que você gostou, Duda. 😄 Temos muitas outras matérias relacionadas no site!

  • Ivobe disse:

    Interessante essa matéris! 👏👏👏

    • superuser disse:

      Bom saber que gostou, Ivobe! Temos outras matérias como essa na área de Comportamento! 😏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados