Segurança
19/05/2017 2 minutos

Celular e direção não combinam

Um em cada quatro acidentes tem um motorista digitando algo no celular

Os Estados Unidos, país com o maior número de estudos sobre temas relacionados à tecnologia, têm pesquisas que mostram que o uso do celular ao volante causa 1,6 milhão de batidas de carro por ano. Um em cada quatro acidentes tem um motorista digitando algo no celular. Isso significa, estatisticamente, que escrever no celular quando se está ao volante é seis vezes mais perigoso do que dirigir embriagado.

Segundo os especialistas, a ansiedade de ler e responder uma mensagem na hora em que ela chega faz as pessoas perderem a noção do tempo. A 60 km/h um carro atravessaria um campo de futebol em cinco segundos – o mínimo que se leva para desbloquear o smartphone e ler uma mensagem curta.

Os jovens são as maiores vítimas dessa ansiedade. Nos Estados Unidos, 11 adolescentes morrem todos os dias digitando em seus smartphones ao volante. Na Grã-Bretanha, um estudo recente com jovens entre 17 e 19 anos mostra que 60% dos acidentes de trânsito graves ou fatais são causados por distrações do motorista, como escrever no celular ou conversar com alguém dentro do carro. Embora eles sejam apenas 1,5% dos motoristas, respondem por 9% dos acidentes fatais ou graves. O levantamento foi feito com base em automóveis com câmeras internas, que mostram as circunstâncias do acidente.

Mas se o uso indevido da tecnologia pode ser tão perigoso, a própria tecnologia pode ajudar a resolver o problema causado pela ansiedade humana de não desgrudar do aparelhinho. Já existem aplicativos para colocar você na linha.

O Vivo Sounds, por exemplo, é uma aplicação que permite personalizar o som que toca para as pessoas quando te ligam. O aplicativo conta ainda com a função “Dirigir”, que quando ativada reproduz uma mensagem de áudio informando que você está ao volante e não pode atender a ligação. E nem precisa ficar se lembrando toda hora de ativar a função, basta deixar ligado o sensor de movimento para que seja ativada automaticamente. O melhor é que você não precisa pagar nada para usar essa funcionalidade.

Outro aplicativo desenvolvido no Japão pela Toyota e mais dois parceiros, entre eles um fabricante de bebidas alcoólicas, está sendo testado atualmente na cidade de Aichi e também se propõe ser à prova de motoristas ansiosos. O app determina a localização, a velocidade e se o celular está virado para baixo ou para cima. É o bastante para saber se o motorista mexeu nele ou não enquanto dirige. O bom comportamento garante brindes a cada cem quilômetros sem uso do celular no carro.

VOLTAR

14 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados