Segurança
24/11/2017 4 min

Hackeando batidas de coração e vidas

A ação dos hackers se torna cada vez mais pessoal

No imaginário popular, ataques de hackers têm ligação com grandes empresas e investidas para conseguir dados sigilosos e valiosos. E apesar desse perfil de ataque ocorrer, é o cidadão comum que tem se tornado cada vez mais a vítima desses grupos.

Um bom exemplo é o recall realizado pela FDA, agência americana de regulação de alimentos e medicamentos, de 465 mil marca-passos da Abbott. Os seis modelos produzidos pela empresa são controlados via sinal de rádio e se tornaram vulneráveis às ações dos hackers por causa da conexão com a internet. Apesar de apresentar uma ameaça real aos pacientes, que poderiam sofrer com desgaste da bateria e até mesmo com estímulos inadequados, o caso revela uma vulnerabilidade nesse dispositivo essencial para tantas pessoas.

Outra ação de hackers diretamente contra indivíduos foram os ataques a TVs conectadas no Japão: foram registradas aproximadamente 300 ocorrências de “sequestro virtual” – os hackers invadiram as TVs, bloquearam o acesso e pediram como resgate um pagamento em bitcoin (moeda virtual).

Esse ataque que sequestra dados é chamado de “ransomware” e precisa de muita atenção aqui no Brasil: o país é o segundo em que o número de ataques como esse mais cresceu no ano passado. Isso porque os grupos de hackers têm investido em sequestro de dados de pessoas comuns, por meio de smartphones e tablets, e mesmo recebendo resgastes mais baixos, eles lucram com a quantidade de vítimas.

Como se proteger dessas ameaças?

  • Evitando clicar em links recebidos por endereços desconhecidos
  • Prestando atenção nos anúncios clicáveis na internet, que podem conter links maliciosos
  • Evitando sites de downloads ilegais
  • Recusando usar pen drive de estranho

DICA
Fique ligado no comportamento de seus dispositivos móveis e, sempre que houver alteração, procure a ajuda de um profissional.

VOLTAR

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados