Comportamento
07/03/2017 5 min

Maternidade tecnológica

Como a tecnologia tem apoiado o processo de tornar-se mãe

Uma pesquisa realizada pelo site Netmums revelou uma revolução silenciosa que a tecnologia tem operacionalizado entre as mães do mundo todo: comparando dados recolhidos em 2006 e 2016, 85% das mulheres relatam estar mais felizes e realizadas graças à tecnologia e à internet. O principal meio de acesso à rede é o smartphone: “A internet é maravilhosa, né? Depois que engravidei, eu uso ainda mais. Costumo acessar pelo celular, que é mais prático para mim.”, compartilha Marília Oliveira Costa, mãe do Ivan, de pouco mais de 1 ano.

“Eu acho que [a internet] pode mudar bastante, como deixar a informação mais próxima e fácil – eu conversava com minha obstetra por WhatsApp, por exemplo.”, diz Ana Emílio, mãe do Arthur, de 6 meses. A questão do acesso à informação é um dos maiores avanços realmente: a pesquisa do site Netmums revela que em 2006 a maioria das mulheres só tinha acesso a aconselhamento sobre saúde e criação de filhos por meio de conselheiros e médicos de família. Hoje em dia, são os grupos e fóruns online que assumiram esse papel: “Desde a gestação, o que me ajudou muito foram os grupos nas redes sociais. Grupos de apoio ao parto, parto humanizado, pós-parto e amamentação… Lá eu encontro muita informação e uma rede de apoio que amo.”, revela ainda Marília. Mas esse é apenas uma parte de uma grande rede de suporte que a internet oferece para as novas mamães…

Dialogando_MaesPrimeiraViagem

VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados