Comportamento
08/01/2018 4 min

Mulher na tecnologia?

Pesquisa mostra que mulheres estão mais preparadas que homens para o mercado

Pesquisas feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Brookings Institution (veja material completo no final desta reportagem) mostram que as mulheres estão mais preparadas para o mercado de tecnologia porque estudam mais do que os homens. Algumas ocuparam cargos em que tiveram participação fundamental para que a tecnologia chegasse ao que conhecemos hoje.

A primeira mulher a conquistar um diploma de doutorado em ciências da computação foi Mary Kenneth Keller, uma freira que sempre enxergou os computadores como grandes aliados da educação. Seu trabalho foi fundamental para o desenvolvimento da linguagem de programação Basic, criada para fins didáticos.

O primeiro compilador de linguagens de programação foi criado por Grace Hopper. A ferramenta inovadora transforma o código-fonte em uma linguagem, e sua criação levou ao surgimento do Cobol (Linguagem Comum Orientada para Negócios).

Durante a Segunda Guerra Mundial, a já conhecida atriz pelo seu papel no longa-metragem Êxtase, Hedy Lamarr desenvolveu em parceria com George Antheil, compositor e também inventor, um aparelho sofisticado que interferia nas ondas de rádio e despistava radares nazistas. A invenção estabeleceu o princípio que seria usado na criação dos aparelhos celulares, as conexões wi-fi e bluetooth.

Para mudar o cenário e incentivar a participação de mulheres na área de tecnologia, iniciativas promovem o protagonismo feminino na era digital. A organização não governamental Mulheres na Tecnologia, para aumentar a participação de mulheres no setor, realiza encontros nacionais para colaborar com o reconhecimento do potencial feminino na área de tecnologia da informação.

O grupo Code Girl percorre o Brasil com eventos para apresentar a área de programação para meninas e incentivar as estudantes a enxergarem a tecnologia como oportunidade de trabalho.

Quer dar uma olhada nas pesquisas? Acesse:

VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados