Segurança
24/07/2017 2 min

Tampar a webcam: loucura ou sensatez?

Medida é indicada por profissionais de TI mas não é motivo para desespero

Já ouviu falar ou conhece alguém que tampe a webcam? Acha que essa é uma prática preventiva ou é neura? Para alguns especialistas em TI a medida preventiva é indicada, pois mesmo que o assunto não seja tão discutido, é possível sim que crackers invadam notebooks, tablets ou celulares e tenham acesso à câmera e microfone.

Como eles conseguem?
Crackers experientes podem entrar praticamente em qualquer dispositivo e navegar por dispositivos de terceiros como se fossem deles. Isso acontece após ele ganhar acesso ao seu computador através de um vírus instalado, geralmente após navegar em alguns sites ou usar aplicações aparentemente genuínas. Dessa forma, mesmo sem autorização, eles podem fazer uso dos microfones e câmeras de todos os tipos de dispositivos.

“Documentos vazados por Edward Snowden comprovaram que é possível captar imagens por meio do webcam sem conhecimento do usuário”, lembra Thiago Tavares, presidente da SaferNet Brasil. Por isso, manter o antivírus atualizado, fazer backup com frequência e não clicar em links duvidosos são as melhores formas de manter seus aparelhos protegidos.

“Se for a qualquer órgão governamental, você notará que todos temos pequenos objetos que ficam na parte de cima da tela”, afirmou em entrevistas James Comey, diretor do FBI.
Isso não é motivo para viver em pânico. Mas, se até o diretor do FBI e Mark Zuckerberg, o dono do Facebook, cobrem as webcams, pelo sim e pelo não, “é melhor prevenir do que remediar”.

VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados