Segurança
03/11/2017 3 min

Tem desconto mesmo?

Fuja das falsas oportunidades, sites comparam preços e dão armas para consumidor enfrentar a Black Friday

Quem já não percebeu que muitas lojas aumentam o preço dos produtos dias antes da Black Friday para na megaliquidação dar “grandes” descontos? Muita gente. Inclusive o Procon, que meses antes monitora os preços dos artigos mais procurados nos principais sites de varejo do país para coibir essa prática. É essencial pesquisar antes, e a tecnologia pode ser grande aliada. Vários sites fazem comparação de preços e o consumidor pode ter uma ideia do valor médio do produto desejado, para avaliar corretamente se aquela é ou não uma oportunidade real de desconto.

Para garantir os direitos do consumidor, todas as informações da compra devem ser guardadas, desde o print da tela de oferta e do fechamento do pedido até e-mails, protocolos e códigos de confirmação. O Código de Defesa do Consumidor assegura ao comprador o direito de devolver qualquer produto no prazo de sete dias corridos, a contar da data do recebimento ou assinatura do contrato, solicitando a devolução do dinheiro.

Em caso de problemas durante a Black Friday, a orientação é contatar primeiro o fornecedor para solucionar a questão. Caso o cliente não seja atendido, deve registrar a reclamação no portal Consumidor.gov.br ou  na sede do Procon mais próxima.

VOLTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados