Inovação
30/11/2018 3 min

Tempo de leitura

A 4ª Revolução Industrial e a Mudança de Era

Por Luis Rasquilha – Curador

Chris Andersen, fundador da Wired, afirmou “Não vivemos uma era de mudanças, mas uma mudança de era” numa clara alusão ao momento de transformação que o mundo está vivendo. Resultado da mudança iniciada em 2007, com a chegada do primeiro smartphone (iPhone), o mundo tem assistido a uma intensa transformação suportada em três grandes eixos:

  1. A tecnologia está cada vez mais inclusiva, barata e user friendly, sendo utilizada de forma regular por todos, do meu filho de 2 anos à minha avó de 95;
  2. A internet conecta tudo e todos de forma permanente, gerando com isso uma mudança na forma como as pessoas consomem e endossam marcas, produtos e serviços, ganhando força a partilha de experiências e a confiança nas marcas, sobre abordagens tradicionais de marketing;
  3. As pessoas agrupam-se de forma regular em clusters de interesses comuns e visões compartilhadas, gerando e contribuindo para o crescimento dos movimentos sociais, também designados de movimentos de crowd (multidão) influenciando a forma como os negócios se desenvolvem. Por exemplo, o sucesso de um hotel está cada vez mais dependente dos comentários de clientes no Tripadvisor, um motorista Uber depende da avaliação feita por seus clientes e isso tem mudado a forma como os mercados se comportam.

Este movimento de mudança foi, em 2016, designado pelo WEF (World Economic Fórum) de 4ª Revolução Industrial, representando a convergência dos mundos físicos, biológicos e digitais, afirmando o poder da tecnologia e da conectividade em nossas vidas. É a primeira vez na história da humanidade que um cliente sabe mais do produto que o vendedor que está vendendo, que o paciente sabe mais da doença que o médico que está atendendo ou que o aluno sabe mais da matéria do que o professor que está falando, devido não só à velocidade com que tudo acontece, mas à forma como a informação (geradora do conhecimento) está pulverizada e acessível por todos a qualquer instante.

A certeza que temos é que nada será como antes. A forma como fazíamos negócios e gerenciávamos empresas mudou radicalmente na última década e mudará mais ainda na próxima. O futuro está aí hoje. Como nós estamos preparando para ele? O que temos feito para preparar nossas empresas, nossas carreiras e porque não dizer nossas vidas para esse futuro? Todas as áreas de negócio e categorias de produto das mais futuristas às mais (ditas) conservadoras estão vivendo momentos de transformação rápida e permanente. Precisamos, como profissionais e pessoas, adotar novas visões e posturas que nos orientem e nos permitam contribuir de forma relevante para o futuro que se apresenta neste momento de mudança de era.

Luis Rasquilha: CEO da Inova Consulting e da Inova Business School, professor da FIA e da Fundação Dom Cabral, colunista da Rádio CBN e membro conselheiro do G100 Brasil. Um dos 50 profissionais que todo o mundo deve seguir, segundo a Gama Academy.

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados