Comportamento
14/09/2018 3 min

Tempo de leitura

Como conquistar seu crush

Estudos comprovam que uso de mensagens de texto e emoticons ajudam você na hora da paquera

Por causa do uso intenso no mundo do trabalho, smartphones são frequentemente vistos como um estorvo por casais em momentos românticos. Contudo, cada vez mais usuários de celulares usam aplicativos para flertar com um crush, estreitar os laços recém-formados com seu novo amor ou expressar seus sentimentos pelo parceiro de longa data.

Diferentes pesquisas acadêmicas têm mostrado que a troca de mensagens por escrito dá aos apaixonados a possibilidade de planejar melhor o que querem dizer – e a linguagem mais adequada para criarem encanto. Para alcançar a intimidade desejada, emoticons são uma das armas que podem e devem ser usadas por quem busca um diálogo com mais diversão e proximidade.

O analista de teste de software Edson Magalhães Rocha é um entusiasta dos aplicativos – e faz uso intensivo deles para se corresponder com sua companheira Bruna. “Usamos aplicativo de celular para conversas sobre as tarefas do dia a dia, troca de informações e memes casuais. Mas, no meio disso tudo, rola o romantismo”, conta. “Acompanhando uma música inusitada que compartilho com ela, por exemplo, geralmente mando um bilhete carinhoso”, diz.

Quando o recado é mais exigente, Edson prefere não digitar diretamente no aplicativo. “Eu paro, reflito e escrevo primeiro em um aplicativo de bloco de notas, porque tenho medo de não conseguir transmitir as ideias com a intensidade necessária se digitar diretamente e enviar”, explica. As mensagens de áudio, segundo ele, são reservadas para quando o texto escrito poderia causar erros de interpretação.

Para J. Mitch Vaterlaus, professor da Universidade Estadual de Montana, nos Estados Unidos, e autor de diversos estudos sobre tecnologia e relacionamentos, os smartphones trazem várias possibilidades interessantes para a comunicação romântica. “Em minhas pesquisas, adolescentes e jovens adultos apontam que os smartphones lhes permitem ser mais abertos – dando-lhes, por exemplo, mais tempo para pensar sobre o que eles querem dizer ou como querem responder por meio de mensagens de texto”, afirma. Aplicativos de comunicação instantânea, além disso, permitem uma troca de ideias e informações mais convenientes para jovens casais.

“Mas a tecnologia também traz desafios: os celulares podem causar problemas na interação cara a cara, por exemplo, e as fronteiras do relacionamento podem ser disputadas – pela conexão com antigos parceiros ou com novas pessoas”, afirma.

 

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados