Comportamento
18/07/2018 3 min

Tempo de leitura

e-Sports: torneios milionários e a maior torcida do planeta

Competições organizadas de jogos on-line atingem audiência e faturamento equivalentes às principais modalidades esportivas tradicionais

Estádio cheio, fãs engajados, torcidas organizadas e mais de 75 milhões de expectadores. É a final de um campeonato mundial, mas a partida não rola no campo, e sim na tela do computador, em que as equipes brigam para alcançar e destruir o Nexus inimigo. Essa audiência impressionante foi atingida pelo torneio global do game League of Legends (LoL) em 2017. A comunidade dos fãs de eSports – termo que designa as competições organizadas profissionais ou amadoras de jogos on-line – tem aumentado.

Dados da SuperData Research estimam que mais de 300 milhões de pessoas estarão ligadas em competições eletrônicas em 2019, fomentando um segmento de mercado que hoje já bate em US$ 1,8 bilhão, mas que ultrapassará US$ 3,5 bilhões em 2021, segundo cálculos da Juniper Research. Para comparação, enquanto os prêmios distribuídos pela Liga Europa da Uefa no ano passado ficaram na casa dos US$ 8,1 milhões, no campeonato de Lol superaram os US$ 24 milhões.  Algumas equipes, como a SK Gaming, campeã no game Counter Strike, chegam a ter mais seguidores nas redes sociais que muitos times famosos de futebol.

Alguns dos principais torneios já começam a ser transmitidos por canais tradicionais de TV especializados em esportes, como ESPN e Sport 1, mas a tecnologia de streaming foi crucial para conectar jogadores e torcedores, com o surgimento de plataformas específicas de vídeo na internet. O Twitch, da Amazon, é considerado a principal delas, concentrando mais de 80% dos expectadores de eSports em 2017, comparado ao rival Youtube Gaming, de acordo com a Juniper Research, principalmente por apresentar transmissões e vídeos tecnicamente superiores e com maior potencial de engajamento – além de prover ótimo faturamento aos proprietários. Um dos canais mais populares, como não poderia deixar de ser, é o da Riot Games, desenvolvedora do LoL, com quase 3 milhões de seguidores, responsáveis por mais de 900 milhões de visualizações. Entre os streamerssolo, quem detém o recorde é o Ninja, jogador do game Fortnite, com mais de 8 milhões de seguidores e 50 mil inscritos.

Muito além da emoção de assistir aos gamers e torneios profissionais, o eSports acaba com um velho problema das crianças de todas as idades: encontrar alguém que goste do mesmo game e esteja disponível para jogar. São 665 milhões de pessoas acessando as principais plataformas e seus chats em busca de partidas, tutoriais, novidades e parceiros, em milhares de comunidades de aficionados, que vão do counter strikerao pôquer.

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

Artigos relacionados