Comportamento
16/11/2018 3 min

Tempo de leitura

Cores influenciam consumidores na internet

Fundos das páginas e sites agem diretamente sobre o comportamento de compra

Você acessa um site de compras e encontra uma página bem comum: as fotos de produtos sobre um fundo azul clarinho, acompanhadas por números grandes e vermelhos, destacados de outros números em cor preta e em tamanho menor. Sua percepção é de que há bons descontos ali – mas, obviamente, é importante superar esse impulso inicial e analisar muito bem as ofertas antes de ceder à tentação imediata.

“As cores influenciam no modo como pensamos, sentimos e agimos”, explica Flavia Gonsales, professora, pesquisadora e consultora de marcas com doutorado em Comunicação Visual pela Universidade de São Paulo (USP). “O efeito das cores no comportamento humano é foco de estudo há muito tempo e em diferentes áreas do conhecimento. Agora, com a crescente presença do on-line nos processos de busca, compra e exibição das marcas, as pesquisas sobre o efeito das cores no ambiente digital se tornou ainda mais relevante”.

Um estudo recente, realizado por pesquisadores taiwaneses e norte-americanos, demonstrou que as reações dos consumidores aos preços das mercadorias variam de acordo com a cor de fundo dos sites de e-commerce. O artigo, publicado no Journal of Interactive Marketing (de autoria de Yi-Ching Hsieh e colegas), apontou que pessoas que visualizam fundos de cor azul ou de cor escura tendem a comprar mais, independentemente do preço, do que os consumidores que visualizam páginas em fundo vermelho ou em cores claras – que reagem negativamente aos valores mais elevados.

Em sua tese recém-defendida, A cor no Branding: um estudo sobre design de marca e comunicação visual estratégica, Flavia Gonsales menciona um experimento em que sites de cor de fundo azul e amarelo foram comparados. Novamente, o fundo azul induziu a uma maior intenção de compra e à navegação por mais tempo. “Mas não é apenas a cor do fundo ou a cor do botão ‘comprar’ que podem influenciar o comportamento do consumidor. No âmbito do consumo, as cores devem ser analisadas e usadas em função do contexto, sempre considerando a cultura, o tempo e o espaço, a categoria de mercado e os concorrentes”, explica. “Por exemplo, o vermelho vivo aplicado em uma Ferrari vai causar reações diferentes se aplicado em uma camiseta”, diz.

A aplicação desses conhecimentos pelas empresas e instituições é fundamental para o sucesso das campanhas de comunicação, dos sites e aplicativos. Entender melhor os efeitos potenciais e os objetivos que se quer atingir com o uso das cores é bom para as marcas e para os consumidores, de acordo com Flavia. Sabendo como a cor pode influenciar suas percepções e ações, os cidadãos podem adquirir uma nova ferramenta para consumir conscientemente – e com mais satisfação.

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados