Comportamento
23/08/2018 3 min

Tempo de leitura

Dia do Internauta: celebrando 27 anos da rede global

Em agosto de 1991 entrava no ar a primeira página da World Wide Web, que hoje já contabiliza mais de 4 bilhões de usuários

Se você está aqui no Dialogando lendo esta matéria, pode comemorar, 23 de agosto é seu dia também – ou o Dia do Internauta. A data marca os 27 anos do surgimento da primeira página na World Wide Web, inovação tecnológicacriada pelo físico britânico Tim Berners-Lee em 1991 e disponibilizada em domínio público que popularizou a internet. O cientista foi responsável também pelo lançamento do primeiro servidor, browse e editor, do Hypertext Transfer Protocol (HTTP) e do HyperText Markup Language (HTML). Hoje a estimativa é de que mais de 4 bilhões de pessoas no mundo acessem regularmente a rede, segundo o relatório Digital in 2018, ou mais da metade dos habitantes do planeta, navegando em 200 milhões de sites ativos, em um universo total de 1,5 bilhão, conforme o site Internet Live Stats.

O surgimento da Internet remonta a 1969 com a Arpanet, uma rede desenvolvida com fins militares e utilizada pelas forças armadas norte-americanas durante a Guerra Fria, que possibilitaria que os soldados mantivessem contato mesmo que, em caso de ataque, o inimigo cortasse as comunicações pelos meios convencionais. Nos anos 70 e 80, pesquisadores, professores e estudantes adotaram também o recurso para fins acadêmicos, auxiliando em seu aperfeiçoamento, até que chegasse ao público em geral nos anos 90. Na esteira da página de Berners-Lee, vieram os navegadores Mosaic, Internet Explorer e Netscape Navigator, com a abertura de um milhão de possibilidades: salas de chat, vendas e serviços online. Em 2006, o Orkut revelou ao mundo a primeira rede social, seguido pelo Facebook, Twitter, Instagram, e muitas outras comunidades virtuais, que agradaram em cheio aos brasileiros.

Segundo a pesquisa TIC Domicílios, 120,7 milhões de pessoas navegam regularmente na internet no Brasil, sendo o celular o dispositivo preferido, citado por 96% dos mais de 23 mil entrevistados. Ou seja, mais da metade da população está on-line. Não por acaso, relatório sobre economia digital divulgado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento – UNCTAD mostra que o país está em quarto lugar no ranking mundial de internautas, atrás apenas dos Estados Unidos (242 milhões), Índia (333 milhões) e China (705 milhões). Mas não é porque é virtual que é terra de ninguém. Desde 2014 está em vigor o Marco Civil da Internet, como é conhecida a Lei nº 12.965/14, que regula os direitos e deveres de cidadãos, empresas, autoridades e órgãos regulatórios na web, além de prever sanções. Como complemento, no último dia 14 de agosto foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei nº 13.709/18), com diretrizes para o uso, armazenamento e manipulação responsável de dados pessoais.

Confira abaixo como eram alguns dos sites e redes sociais mais populares de hoje quando entraram no ar:

YouTube – 2005

Facebook – 2004

Linkedin – 2003

Google – 1998

Amazon – 1995

Yahoo – 1994

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados