Inovação
13/06/2019 6 min

Tempo de leitura

As curtidas no Instagram vão sumir? E agora?

As redes sociais se preocupam com a forma com que as pessoas se relacionam, o que foi um dos motivadores para tal mudança nas curtidas do Instagram. Veja!

Já parou para avaliar a forma como você se relaciona com amigos e seguidores nas redes sociais? Já imaginou que alguns recursos poderiam ser modificados para que o ambiente fosse mais saudável? Bem, as grandes empresas que cuidam de redes sociais estão pensando bastante sobre isso.

A última edição da F8, conferência anual do Facebook para desenvolvedores, realizada em abril de 2019, foi marcada por uma série de lançamentos nas plataformas adquiridas pela empresa de Mark Zuckerberg. A principal delas foi a mudança na visualização de curtidas do Instagram. A ideia é que o número de curtidas nas publicações seja removido de todo o conteúdo, sendo exibido somente para os donos dos perfis.

O objetivo de ocultar a contagem pública dos likes é incentivar a conexão entre as pessoas e as publicações de conteúdo, sem que o número de curtidas interfira. “Estamos testando isso porque queremos que seus seguidores se concentrem nas fotos e nos vídeos que você compartilha, e não em quantos likes eles têm”.

O futuro das curtidas e das redes sociais

A tendência para o futuro das redes sociais, assim como as curtidas, está em estabelecer uma relação mais íntima e privada com as informações, sem toda a exposição com a qual os usuários já estão acostumados. Ou seja, como o próprio Zuckerberg disse, as redes sociais precisam ser um espaço seguro para sermos mais como nós somos, e menos como os outros esperam. “A privacidade nos dá a liberdade de sermos nós mesmos”, declarou durante o evento.

De acordo com o The Verge, “A maior utilidade que as pessoas encontram no Facebook hoje em dia é se conectar com comunidades que estão fora dos olhares públicos e são centradas em um interesse em comum”. Portanto, o objetivo de tirar a pressão social dos usuários pode transformar o ambiente digital em um espaço menos tóxico ao eliminar o sentimento de competição na busca de popularidade entre as pessoas.

O que vai mudar nas curtidas do Instagram

A mudança mais aparente e significativa é: o número de likes não aparece mais publicamente. O botão da curtida ainda existirá, mas o dono da conta é o único que terá acesso à contagem de likes de cada foto. Ou seja, o conteúdo ainda ganhará curtidas no Instagram normalmente, porém os seguidores não poderão ver tal contagem. Os comentários ainda existirão, assim como sua exibição para todos na linha do tempo do aplicativo. A aparência nova do aplicativo ainda não foi divulgada pelos desenvolvedores.

Ainda que o total de likes tenha impacto sobre como o algoritmo classifica um post no feed, essa mudança fará com que o ambiente da rede social se torne mais amigável e sincero, incentivando posts mais genuínos em vez da contagem de likes e popularidade.

O mercado publicitário também será impactado. Serão necessárias avaliações muito mais precisas para escolher nomes para campanhas e anúncios, já que a contagem de likes não aparecerá para os espectadores, apenas para o dono da conta. Lembrando que o novo recurso ainda está em fase de testes no Canadá e ainda não tem data para ser lançado para o público no restante do mundo.

A nova funcionalidade promete uma mudança positiva na forma de as pessoas se relacionarem com a rede social! Interagir de maneira mais saudável no ambiente on-line precisa ser um objetivo em comum a todos.

Quer entender mais sobre isso e ouvir a palavra de especialistas? É só ouvir o novo episódio do podcast Dialogando! Nele, aprofundamos nossa análise e debatemos as causas de uma mudança cultural tão grande – e como as nossas interações on-line podem ser revolucionadas nos próximos anos. Você pode ouvir no Spotify ou clicando abaixo:

Tem hora para tudo! E repensar recursos e mecânicas é um ótimo exercício! Interagir de maneira mais saudável no ambiente on-line precisa ser um objetivo em comum a todos.

 

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados