Inovação
25/02/2019 7 min

Tempo de leitura

Brinquedos com tecnologia IoT: diversão e aprendizado

Recursos avançados abrem possibilidades de interação lúdica e educativas com as crianças; veja nossas dicas de como garantir o uso correto dos dispositivos

Os brinquedos tecnológicos, feitos sob medida para as crianças nascidas no mundo conectado, oferecem um nível de interação e oportunidade de desenvolvimento sem precedentes. Com o advento da Internet das Coisas (IoT), se usados de maneira segura e bem orientada, esses brinquedos com IoT para crianças podem garantir momentos de diversão e aprendizado incríveis. Um exemplo é a Hello Barbie, versão moderna da boneca lançada há seis décadas, que é capaz de falar, reconhecer a voz da criança e se conectar à nuvem para buscar informações para novas conversas, aprendendo junto com a criança.

Para o psicólogo e diretor da ONG SaferNet, Rodrigo Nejm, como os brinquedos tecnológicos ainda estão chegando ao mercado, especialmente no Brasil, sempre surgem questões novas e a segurança é uma delas. “É importante que os responsáveis avaliem o produto, os recursos de segurança que ele oferece e as questões relativas à privacidade, pois alguns brinquedos trazem câmeras ou microfones, por exemplo”, diz.

Nejm diz que os pais e responsáveis devem ficar atentos e todos os brinquedos IoT devem seguir as mesmas diretrizes de proteção da navegação na internet, ter recursos como firewall e antivírus, senhas fortes e controle de acesso ao conteúdo, como já acontece no acesso no computador ou celular, “Se ainda houver alguma dúvida, é melhor buscar mais informações, inclusive junto ao fabricante, antes de comprar”, recomenda.

Confira as dicas:

1 – Antes de comprar, pesquise sobre o fabricante do brinquedo

Você decidiu que brinquedo comprar, mas é importante saber quem é o fabricante. Pesquise se tem normas de seguranças e quais são. Veja também se há reclamações contra o fabricante ou algum caso negativo envolvendo seus brinquedos.

2 – Antes de usar o brinquedo, habilite as configurações de privacidade

Antes de deixar a criança brincar com o novo presente, verifique as configurações de privacidade e envio de dados ou relatórios. Veja isso junto com a criança para ela entender por que existem essas configurações.

3 – Altere nomes de usuário e senhas-padrão

Alguns brinquedos já vêm com nomes de usuário e senhas-padrão. É fundamental alterar essas informações antes do uso. Crie senhas fortes que incluam números, letras maiúsculas e minúsculas, além de símbolos. Isso pode dificultar que a criança memorize a senha, mas é preferível que ela peça ao responsável esse código toda vez que for brincar do que criar uma senha que seja facilmente descoberta.

4 – Verifique se as conexões são seguras

Alguns brinquedos tecnológicos exigem rede wi-fi ou conexão bluetooth controlada por smartphone para funcionar adequadamente. É importante que essas conexões sejam seguras, especialmente se o brinquedo é capaz de gravar dados de localização. Para a conexão bluetooth, certifique-se se há uma etapa de verificação ao emparelhar o brinquedo. Antes de conectar o brinquedo ao wi-fi, use a ferramenta do Verificador de Wi-Fi para analisar os níveis de segurança da sua conexão. Se forem identificados problemas, resolva antes de conectar o brinquedo.

5 – Converse com a criança sobre a importância da segurança on-line

É importante educar a criança desde cedo para que saiba como funciona um brinquedo tecnológico e o que é preciso fazer para uma brincadeira segura. Vale mostrar a diferença entre o que é bom e o que não é bom para ser compartilhado, como dados pessoais, informações de endereços da casa, da escola e outras atividades e hábitos diários como horários de escola, da natação, por exemplo. Isso vai incentivar as crianças a adotarem hábitos e normas de segurança.

Brinquedos IoT como recurso educacional

Tem muita gente trabalhando para unir os benefícios dos recursos lúdicos à possibilidade de impulsionar o desenvolvimento das crianças, ajudando a fomentar a #internetdobem. A empresa norte-americana Elemental Path criou o Green Dino, brinquedo cognitivo com uma série de jogos educacionais. Destaque em brinquedos educativos da nova geração, é direcionado a crianças pequenas na fase de alfabetização e tem manuseio simples. Basta a criança apertar um botão na barriga para conversar com o simpático dinossauro. Os pais, inclusive, podem moderar essa interação. Por trás da aparência fofa do pequeno dinossauro, está o poder computacional do Watson, supercomputador da IBM com inteligência artificial. Por seu poder e agilidade de processamento de dados e capacidade de entender, raciocinar e responder às mais variadas perguntas para fins diversos, ganhou o apelido de “computador que pensa”.E já existem estudos de aplicativos para checar a segurança de brinquedos tecnológicos. A versão beta do Kaspersky IoT Scanner, solução de segurança gratuita para aparelhos IoT, verifica a sua rede doméstica wi-fi, determina quais dispositivos estão conectados e diz se estão protegidos. O aplicativo apesar de estar em testes, já está disponível. Acesse  Kaspersky IoT Scanner

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados