Inovação
11/05/2018 3 min

Tempo de leitura

Segurança no trânsito mobiliza corporações globais

Empresas privadas unem expertise e avanços tecnológicos para tentar diminuir o número de mortos e feridos por acidentes

Mais de 1 milhão de pessoas mortas e outros 50 milhões feridas em acidentes rodoviários a cada ano. Esse é o quadro trágico que a coalisão Together for Safer Roads (em tradução livre, juntos por estradas mais seguras) quer mudar. Para isso, empresas privadas do porte da IBM, General Motors, AT&T, Walmart e Facebook decidiram unir sua capacidade de análise de dados, expertise em negócios e recursos tecnológicos para apoiar iniciativas que promovam o trânsito mais seguro, em parceria com pesquisadores acadêmicos e entidades públicas. As ações seguem as diretrizes e pilares da Organização das Nações Unidas para atingir a meta de reduzir em 50% os índices de vítimas do tráfego até 2020. A entidade destaca quatro maneiras em que a tecnologia pode ajudar nesse desafio:

Tornando os carros mais seguros: estimativas indicam que recursos de segurança como airbags e luzes de freio já salvaram mais de 600 mil vidas nos últimos 50 anos. A tendência agora é aperfeiçoar os dispositivos já existentes e criar novas funções, como um cinto de segurança que se ajuste automaticamente de acordo com o impacto da colisão e altura ou posição do motorista e do passageiro.

Coletando e analisando dados: segundo a coalisão, em muitas partes do mundo as informações disponíveis são falhas. Não é possível ter acesso a estatísticas de segurança como velocidade média praticada, uso de cintos e outros acessórios obrigatórios, porcentagem de ocorrências causadas por motoristas embriagados e resgates médicos. Na África, por exemplo, especialistas consideram que o número de morte no trânsito seja seis vezes maior do que o reportado. Ter uma visão ampla do cenário real possibilita buscar soluções para problemas e localidades específicas.

Desenvolvendo carros inteligentes: a conectividade habilita o envio de alertas ao motorista sobre condições de tráfego e o acesso a serviços de resgate em caso de emergência. Carros autônomos e compartilhados ampliam a segurança e diminuem os congestionamentos, diminuindo os riscos de acidentes.

Reduzindo a distração dos motoristas: cerca de 10% das mortes no trânsito nos Estados Unidos são motivadas pela falta de atenção. Aplicativos podem bloquear o celular para receber ligações, mensagens ou atualizações de posts nas redes sociais enquanto o usuário dirige, enviando um aviso ao remetente.

Gostou? Aproveite e teste seus conhecimentos no nosso quiz sobre conscientização no trânsito!

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados