Segurança
17/11/2015 3 min de leitura

Tempo de leitura

Diversão com segurança na rede

Não é nenhuma novidade que crianças e adolescentes adoram jogos eletrônicos, mas o que eles não sabem é da importância de navegar por esse mundo com segurança.

Não é nenhuma novidade que crianças e adolescentes adoram jogos eletrônicos, poucas coisas combinam tanto como Internet e diversão. Já passou tempo em que para jogar com amigos era preciso marcar um encontro depois da escola. Com tecnologias cada vez mais modernas é possível escolher entre inúmeros games, jogar com colegas através da rede ou ainda ter adversários em outras cidades e mesmo em outros países!

Até jogos mais tradicionais, conhecidos como consoles, aderiram à onda da diversão on-line. A Microsoft, fabricante do Xbox, surpreendeu a todos ao comunicar que seu novo console (Xbox One) exigirá que o usuário se conecte à internet pelo menos a cada 24 horas para verificar o direito de uso de um jogo.

Embora sempre exista a preocupação com o uso excessivo de games, há alguns fatores positivos em jogar de forma consciente. Agilidade de raciocínio e criatividade podem ser alguns deles. É preciso buscar jogos adequados a cada idade e que possuam conteúdo estimulante ou educativo.

Todavia, é importante navegar por esse mundo com segurança. Confira algumas dicas legais para não cair em armadilhas:

  • Oriente a criança e o adolescente a nunca participar de desafios ou jogos que envolvam invadir sistemas. Lembre-se que invadir dispositivos informáticos é crime previsto em lei no Brasil
  • Nunca sabemos se quem está do outro lado da tela é quem parece ser. Avatares e perfis em games podem falsear gênero e idade do jogador
  • Confira sempre a faixa etária do jogo.
  • Não se esqueça de ler os Termos de Uso do jogo.
  • Tenha cuidado com jogos que solicitam compras de produtos, pois o usuário pode perder o controle e se prejudicar financeiramente.
  • Namorar através de jogos pode ser divertido, mas não substitui momentos prazerosos e presenciais com alguém que se goste. Mais uma vez, lembre que por trás de um avatar pode estar uma pessoa bem ou mal intencionada.
VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados