Inovação
10/12/2018 3 min

Tempo de leitura

A tecnologia e suas inovações garantem sustentabilidade ao mundo

A economia circular é base para um futuro com mais vida útil a produtos, menos desperdício e poluição em benefício do desenvolvimento sustentável

O que a velejadora britânica Ellen MacArthur e os líderes da China e União Europeia têm em comum? Todos têm a certeza de que a base para o desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental está na economia circular. Os representantes dos países assinaram recentemente um acordo de cooperação para a transição para o novo sistema e a garantia de bem-estar para a população. Parte desse resultado pode ser creditada ao trabalho que Ellen desenvolve desde 2010 à frente da fundação que leva o seu nome, criada com o propósito de engajar nações, governos e cidadãos e servir, além disso para acelerar a mudança.

O momento decisivo que levou Ellen a encerrar sua carreira de sucesso na vela veio ao final de sua jornada solitária de três meses no mar, quando percebeu que só poderia contar com as provisões que levou, nada poderia ser reposto e tudo era finito. Ao chegar em terra firme pensou que a sustentabilidade é a solução. E que a mesma situação vivida no mar se aplicava à economia global, que é dependente de recursos limitados para uma população que cresce exponencialmente, inviabilizando o #futurosustentável das próximas gerações.

A economia circular prega a criação de produtos projetados com novas tecnologias para evitar o desperdício e a poluição, uso de materiais que possam ser continuamente reciclados para eliminar resíduos e processos que permitam a regeneração e preservação dos recursos naturais e do meio ambiente. Estimativas da Ellen MacArthur Foundation apontam que, apenas na União Europeia, a mudança pode agregar quase 1 trilhão de euros ao PIB até 2030.

Para fomentar a economia circular e a sustentabilidade no setor privado, a ONG Cradle to Cradle Products Innovation Institute, com sede nos Estados Unidos, tem conhecimento científico e certifica produtos que atendam aos conceitos sustentáveis e promove anualmente um concurso para destacar as ideias inovadoras.

Confira cinco dos projetos premiados mais criativos:

 

  • House 4 HouseAgnieszka Filipowicz, Ania Pieranska & Otis Sloan Brittaincriado para educar as novas gerações sobre a importância do design circular, o kit traz materiais, personagens, móveis e instruções para a construção de uma casa em miniatura. Para cada kit vendido, é feita uma doação para a construção de casas reais. Quando acaba a brincadeira, basta lavar a argamassa à base de amido e começar tudo de novo, quantas vezes quiser. 
  • Volta Koraldo Kajanakuao contrário das baterias descartáveis e perigosas para o meio ambiente, essa não contém materiais tóxicos e pode ser continuamente recarregada em uma solução de sal e vinagre, com design que facilita a manutenção. 
  • Shaving the WorldRIT ESW Teamlâmina de barbear 100% reciclável que apresenta o mesmo desempenho das convencionais, com mais segurança e menor gasto de água durante o uso. 
  • RexMallory Barrettembalagem reutilizável em aço inoxidável para acondicionar medicamentos, que dispensa o uso de rótulos adesivos e substitui os atuais recipientes plásticos. 
  • MODSQuang Phamdiferente dos sapatos convencionais, que podem levar até 40 anos para se decompor, esse é feito em tecido com fibra de embalagens PET recicladas e, como é modular, pode ser ajustado à medida que se deteriora sem o uso de cola.

 

Economia Circular

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados