Segurança
09/03/2018 4 min

Tempo de leitura

Você sabe o que é fake news?

Notícias falsas invadem a internet, confundem e provocam danos

A poucos meses das eleições no Brasil, o maior desafio é compreender como as notícias falsas atingem e se deixam influenciar pela internet. Será que estamos preparados para lidar com fake news, bots e perfis falsos?

O primeiro equívoco está justamente em generalizar toda desinformação sob a nomenclatura de “fake news”. Essa expressão, importada da língua inglesa nos últimos dois anos, partia de personalidades e instituições que queriam descreditar críticas feitas a elas por jornalistas. Essa prática tem como objetivo desviar de potenciais polêmicas e evitar responder sérias investigações. Pensar na segurança e no respeito pelas informações verídicas também é resguardar a diferença entre o termo pejorativo “fake news”, que carrega consigo um peso censor, e desinformação e notícias falsas.

Notícias falsas têm o poder de caminhar com os próprios pés, apelando para o emocional humano. Quando uma notícia falsa com um título sensacionalista ou com um corpo de texto que careça de fontes concorda com determinadas opiniões pré-estabelecidas, ela tem mais chances de ser compartilhada porque, num momento de intensa polarização ideológica, as pessoas estão em busca de cada vez mais argumentos que justifiquem seus posicionamentos. Em resumo, os produtores de notícias falsas se aproveitam da ingenuidade e da falta de autocrítica e de checagem de informações.

À custa dessa ingenuidade, produtores de notícias falsas têm lucrado grandes cifras em apenas alguns meses. De uma maneira muito simples, eles só precisam incorporar plug-ins de propaganda à programação do seu site. Conforme a audiência no site aumenta, maior será sua arrecadação. A disseminação dessas notícias é feita pelas redes sociais, por anúncios pagos, pessoas, bots e perfis falsos. Hoje, considera-se que o Whatsapp deve ser a mais problemática das redes sociais quando se fala em desinformação. Quando as mensagens circulam diretamente entre pessoas, e não num ciberespaço público, não existe um regulador dessas mensagens que possa classificar o que é verdadeiro ou não.

É por isso que o melhor caminho para combater as notícias falsas é a educação, transparência e o exercício de checagem de fatos. No Brasil, o trabalho realizado pela Agência Lupa e pela A Pública é referência na checagem de fatos governamentais e discursos de figuras políticas e vale ser acompanhado de perto.

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =

104 Comentários

  • fausto santos says:

    Fale News não passa de pessoa sem noção querendo aterrorizar o meio com falsa notícia.

    • Dialogando says:

      Oi, Fausto! Nós preparamos um passo a passo para identificar fake news, confira! [https://dialogando.com.br/olho-vivo-passo-passo-para-identificar-fake-news/]

  • Francisco Henriques Alvarez says:

    Hj o MBL e a principal fonte de games no Brasil.

  • Cicero says:

    Oi. tudo bem,considerando tudo que já foi dito.eu acho que o Fake-News.uma formar de fazer mal pra si.mesmo porque tudo e falso, sempre acaba aparecendo a verdade.portanto.

    • Dialogando says:

      Pois é, Cícero, precisamos estar atentos às fake news. Nós fizemos um passo a passo para identificar fake news, confira! [https://dialogando.com.br/olho-vivo-passo-passo-para-identificar-fake-news/]

  • Rosmar Sganzela says:

    não receber comentários falsos

  • Alzira souza da silva says:

    Me mantenham i formada por favor
    Nota10

    • Dialogando says:

      Alzira, obrigado pelo seu comentário. Confira mais matérias no nosso portal!

  • Andreia ferraresi says:

    E PRECISO prestar muita atenção. Para não passarmos por mentiroso.

  • Marilisa says:

    Como saber se a noticia e falsa

    • Dialogando says:

      Marilisa, para auxiliar em como identificar uma fake news, criamos um passo a passo para identificar fake news, confira! [https://dialogando.com.br/olho-vivo-passo-passo-para-identificar-fake-news/]

  • everi santos da silva junior says:

    sim e muito boa todus que ver iso dica sim

  • JOSE PASCOAL DA SILVA says:

    Peço desculpas eu estava lendo um instante antes sobre os palestinos e nem dei conta de estar fora e acabei enviando comentário diferente,faço isso nos intervalos quando não tem pessoas para atender no meu serviço me enrolei por aí…vejamos sobre o FAKE NEWS….eu sempre procuro me informar sobre tal assunto ANTES e sim depois dar meu palpite,assim que faço sempre…

  • JoseGERALDOROCHAdosreis says:

    Gostaria de recebermais informações,sobre os fafos

    • Dialogando says:

      Oi Jose! Você pode acompanhar nossa pauta de textos do mês de Março de 2018, em que falamos bastante sobre notícias falsas!

  • Valdir Oliveira Cardoso says:

    Satanás inventou uma fórmula eficaz pra enganar seus súditos mais uma vez.Imaginem que até guerras vão se travar se medidas sérias não forem tomadas referentes a esse demônio do fake news ?

    • Dialogando says:

      Por isso precisamos sempre dialogar e estar atentos ao potencial das notícias falsas. Agora que você já conhece como elas são feitas, acesse nossa matéria ‘Olho Vivo’ para saber como identificá-las!

  • Cezário says:

    Todo cuidado é ainda muito pouco com as notícias falsas!
    Muitas vezes, pela preguiça cultural de ler, as pessoas compartilham fake news levadas apenas e tão-somente pela chamada atrativa e sensacionalista do texto.
    Um grande e perigoso erro!

    • Dialogando says:

      Ótimo comentário, Cezário! Que bom que podemos contar com você aqui no Dialogando. 😉

  • Gilson says:

    Na matéria só teve blá, blá, blá, e nenhuma dica como identificar uma notícia falsa. Nos parece que a matéria é uma delas.

    • Dialogando says:

      Oi Gilson! Nessa matéria demos uma importante introdução sobre o assunto das notícias falsas para que nossos internautas estejam sempre alertas ao modo que se produzem mentiras na internet. Preparamos uma matéria inteiramente dedicada a dar o passo a passo para realizar checagem de fatos em ‘Olho Vivo’.

  • Selma says:

    Até agora não informaram o que contém no anúncio.”Como identificar Fake News

    • Dialogando says:

      Oi Selma! A temática das notícias falsas é muito extensa e ganhou um mês inteiro de pautas aqui no Dialogando! Nessa matéria, demos uma importante introdução ao assunto. Na matéria ‘Olho Vivo’ listamos o passo a passo para realizar checagem de fatos. Dá uma passadinha por lá!

  • Orlandina says:

    Tenho sido vítima de notícias falsas . Como faço para identificar?

  • Carlos says:

    Só Deus consegue evitar a circulação das fake News. No entanto, será possível pelo menos diminuir esse problema. Para tal é imprescindível que comece primeiro pelos principais canais de comunicação. Só assim as pessoas serão educadas nesse tema.

    • Dialogando says:

      Importante comentário, Carlos! Também devemos realizar esforços para aprendermos a realizar checagem de informações e ter o poder de identificar notícias falsas. Conheça nosso passo a passo na matéria ‘Olho Vivo’.

  • MARIA RIBEIRO says:

    Acho importante fixar por dentro de qualquer noticias falsas que venham em nossas redes sociais

  • Janete says:

    Boa explicação da expressão. Pela primeira vez li sobre o assunto.
    Desde que compartilhei um pedido de ajuda e um amigo me respondeu que era boato, passei a consultar o site sobre autenticidade de determinadas i informações. Agora sei que se chamam Fake News. Obrigada.

    • Dialogando says:

      Conte sempre com a gente, Janete! Acompanhe o Dialogando para ficar por dentro das discussões sobre tecnologia e sociedade.

  • Fabinho says:

    Eu sempre consulto o Google para saber se a notícia procede ou não

  • ANA SILVIA CARVALHO says:

    para nos idosos é mais difícil, pois não entendemos muito bem a internet, pq vcs que veredicam as notícias não põe no Face para a gente saber se é fake news ou não, seria um serviço a favor dos vovôs e vovós

  • Jamile Celia says:

    Vcs verificam vídeos ou fotos, que sejam de outros assuntos que não seja de política? Porque tem muuuuitos cormerciais no facebook enganoso tb tem apelos mentirosos

    • Dialogando says:

      Oi Jamile! Por enquanto não temos uma equipe dedicada a publicar matérias sobre checagem de fatos de determinadas notícias. Por isso, listamos o passo a passo para identificar notícias falsas na matéria ‘Olho Vivo’ para que nossos internautas estejam sempre preparados!

  • Thiago says:

    Essas informações são bem proveitosas.
    Na minha opinião, não devemos compartilhar notícias sem ter certeza.

  • José Bezerra da silva says:

    Assim que recebo alguma notícia consulto o Google para saber se procede ou não tal fato,quando vejo que é uma fek News ou seja um boato mando para a pessoa que mandou.Tenho até um sap de chamadas notícias falsas na rede que antecipadamente mostra as notícias falsas que estão aparecendo no momento.

    • Dialogando says:

      É assim que se faz, José! Vale a pena sempre avisar os parentes e amigos quando eles compartilharem uma notícia falsa. 😉

  • Helena says:

    Site boatos.org tb informam o q é falso .
    Eu desconfio de traduções , pois podem escrever o q quiserem . Tb imagens que não fluem / integradas revelam que são editadas .
    E o mais importante , o absurdo da informação …. tem q checar nas fontes , nos sites q deletam as fakenews !

  • Walda says:

    Até agora foi muito Bla Bla Bla e não entendi
    como
    Identificar uma notícia falsa
    Podiam ser mais objetivos não!!!?9

    • Dialogando says:

      Oi Walda! Consideramos que é tão importante entender o contexto que levou à ascensão das notícias falsas quanto saber como identificá-las. Preparamos outra matéria chamada ‘Olho Vivo’, dedicada exclusivamente a dar o passo a passo para fazer checagem de informações. Você pode acessá-la por meio deste link.

  • Rosângela says:

    Para evitar notícias falsas é imprescindível averguar as fontes e a temporalidade dos textos, vídeos e fotos. Essa é uma armadilha constate dos manipuladores da verdade.

    • Dialogando says:

      Muito bom, Rosângela! Podemos ver que você já conhece boa parte dos métodos de checagem de informações. 😉

  • Juremar says:

    Deveria ter punição prá quem divulga notícias falsas.
    Isso acarreta uma série de danos as pessoas atacadas e émuito sério.
    Temos que ficar alertas e checar o que éou não fake.

    • Dialogando says:

      Juremar, atualmente diversos países pelo mundo estão pensando em legislações que punam criadores e propagadores de notícias falsas. Mas precisamos ficar de olho nas implicações dessas legislações nos mais diversos cenários. 😉

  • Nayades says:

    A checagem é essencial. Temos sites confiáveis de notícias, para tanto.
    O compartilhamento de fakenews tem uma velocidade incrível e é extremamente perigoso.
    Todos devemos ser responsáveis e atentos.

  • Carmen says:

    Meus filhos sempre chamam minha atenção, tipo mãe não compartilhe não comente nada antes de saber a verdade, então eu só leio e fico na minha, com medo de ser errado.

    • Dialogando says:

      A atitude dos seus filhos está muito correta, Carmen! Mas você não precisa ficar com medo das notícias falsas, basta realizar a checagem de informações como ensinamos na nossa matéria ‘Olho Vivo’!

  • Vera says:

    Sempre cheque antes a veracidade de qualquer informação, antes de divulgar o que quer que seja. Assim fui ensinada por meus pais e transmiti aos meus filhos que, por sua vez, orientaram meus netos.
    A ética começa em casa.

    • Dialogando says:

      Transmitindo o senso crítico da comunicação através de diversas gerações! Muito legal sua história, Vera!

  • Claudio says:

    Gostei….depende muito do nivel intelecrual e cultutal de quem lé a notícia…deve fazer no mínimo uma pequena análise

    • Dialogando says:

      Estamos todos sujeitos a acreditar em notícias falsas. Até mesmo pessoas com alto nível de escolaridade podem ser refratárias quando confrontadas com informações que desafiam suas opiniões.
      O que acreditamos ser importante no momento é uma boa educação sobre os meios de comunicação. Continue acompanhando o Dialogando e faça parte desse projeto com a gente, Claudio! 😉

  • MARIA says:

    E difícil mas só o fato de não curtir ou comentar já será uma dúvida eu prefiro ter as notícias pelos jornais de cumunição pra não alimentar mentiras!!!

  • Osiel da Silva Matos Neto says:

    Acho meio complicado esse tipo de manipulação da opinião pública e da população brasileira e até mundial .Para ganhar dinheiro e interesse próprio ,mas infelizmente não estamos livres de coisas desse tipo ,ainda mais num País como o nosso político e de um Capitalismo Monopolista e Selvagem .Os interesses de algumas empresas e pessoas estão acima de tudo , não só no Brasil como no mundo .

  • Edina says:

    Eu tenho muita preocupação em compartilhar certas notícias. Orimeiro procuro saber se é reamente verdadeira. E passo isso pros filhos e familiares

    • Dialogando says:

      Muito bom, Edna! É sempre importante se garantir para não espalhar notícias falsas. Detalhamos o passo a passo para realizar checagem de informações na nossa matéria ‘Olho Vivo’.

  • RosangeLa says:

    Estamos de 👁👁
    E Unidos Venceremos !
    Sem Piscar

  • Maria says:

    Conferir sempre a origem e identificação do subscritor ou do veículo. Um desconfiômetro básico também é útil.

    • Dialogando says:

      Ótimo comentário, Maria! Esses são passos muitos importantes para checar notícias. Listamos mais alguns na nossa matéria “Olho Vivo”.

  • Nelson de azevedo says:

    Eu penso assim: o nosso maior compromisso tem que ser com a verdade.
    Aja o que houver, aconteça o que acontecer. Pode até doer, mas temos que buscar sempre a informação mais “fide digna”.

    • Dialogando says:

      Por isso mesmo é muito importante que todos nós façamos checagem de informações, não é mesmo, Nelson? Apenas por meio desses procedimento podemos confirmar a veracidade das informações dadas a nós pelas notícias.

  • Rosani says:

    Muito boa a informação….
    Poderia disponibilizar todos os sites falsos e os confiáveis

    • Dialogando says:

      Infelizmente, essa não é uma tarefa fácil, Rosani. Além de existirem muitos sites que veiculam notícias – tanto verdadeiras quanto falsas – outros novos surgem todos os dias. Uma maneira de estarmos sempre preparados para todos os sites, independente da veracidade das informações dadas, é aderindo à prática de checagem de fatos nas notícias. Aqui no Dialogando preparamos uma matéria com o passo a passo para identificar notícias falsas, dá uma passadinha por lá! 😃

  • Alice Montico says:

    Acredito que eu tenha recebido esclarecendo acima em minha página, em função do que postei sobre aos cuidados que devemos entre os “amigos” sobre corrente que acaba seguindo de página em página…pelas nossas atitudes pessoais….PORQUE por um motivo de preservar a confiança e a pseudônimo segurança entre NÓS, já que o próprio FACE ‘hoje’ está levando seu representante a promover RESPOSTAS E SATISFAÇÕES EM REDE MUNDIAL à todos que fazem uso dessa rede social, que sequer saberá se estará envolvido em situações delicadas…. Tal fato está bem forte , pois até o próprio FACE tem falha em seu programa digital, dando abertura para o seu MAU USO por pessoas de ideais escusos, abusando de nossa ignorância digital ou boa fé…..obrigado pela informação a mim enviada, mas a minha preocupação continua…..como prevenção de preservação de imagem pessoal ….
    Vale lembrar que o representante do FACE está atualmente, pessoalmente respondendo e reconhecendo à muitos às falhas do circuito de seu aplicativo…..pelo visto isto vai render muita dor de cabeça….p ele e todos de sua equipe.
    Até que se consiga provar o contrário, MELHOR PREVENUR DO QUE REMEDEAR.

  • Dina says:

    Já compartilhei notícias falças pensando ser. Verdadeiros muito chato

  • Neusa says:

    Como faço p checar se notícia é falsa ou verdadeira?

  • Zenilda says:

    Quando leio mensagens alarmantes, procuro checar antes de compartilhar. Mesmo com todo esse cuidado, ainda sou pega em algumas armadilhas.

    • Dialogando says:

      É isso aí, Zenilda! Infelizmente, mesmo checando fatos, ainda estamos sujeitos a acreditar em notícias falsas. Por esse motivo, quanto mais alternativas tivermos a disposição para checagem, melhor será nossa educação sobre o assunto.

  • Antônio says:

    Faz-se necessário coibir as empresas que patrocinam estas fakes news, está seria uma medida de choque, depois filtrar, publicar apenas notícias pré analisadas, talvez assim ocorressem menos fakes news.

  • Valdione says:

    Tô mal em formado mesmo.

    • Dialogando says:

      Que isso, Valdione! Acompanhe o Dialogando para ficar sempre em dia com os principais debates públicos da nossa sociedade! 😉

  • Marília pinotti says:

    Como checar se a notícia é falsa?

  • Pereira says:

    Tem de punir são os autores de notícias falsas. Não quem compartilha. Na maioria das vezes quem compartilha não sabe que são falsas.

    • Dialogando says:

      Legal seu comentário, Pereira. Diversos países já estão começando a pensar leis que punam os autores de notícias falsas. Mas é preciso ficar de olho no potencial uso dessa legislação.

  • Juventina de Fátima Camargo Pontes says:

    Fiquei pasma ao saber pela BBC o quanto notícias falsas tendenciosas foram postadas na última eleição. É imprescindível aprendermos identificá-las.

  • Lyia says:

    Pessoas estão sendo assassinadas por causa de notícias mentirosas … E estas redes sociais permitem estes conteúdos sem fontes … Na dúvida,informe-se SOMENTE em sites oficiais da POLICIA! Vejo direto posts com fotos de supostos estupradores,sequestradoras de crianças,etc…
    Não façam justiça com as próprias mãos..Você pode estar matando um inocente..
    Criadores de fake news de todo tipo são psicopatas,nao se importam com o que pode acontecer à outras pessoas…Não compartilhe nada.

  • Marco A. T. says:

    Já comentei e dei like em uma publicaqçaõ fake news no FB, descobri a tempo de ir lá e apagar o que havia dito e descurtir a publicação.

    • Dialogando says:

      Obrigado por compartilhar sua história com a gente, Marco! Temos que estar sempre de olho e fazer checagem de notícias. 😉

  • Claudio says:

    Qdo.a noticia e’ boa demais ou incrivel !! …., é bom desconfiar e checar.

  • Dulcineia says:

    Recebi uma mensagem que o papa Francisco estava muito doente encaminhei para o meu grupo e recebi uma mensagem de uma amiga dizendo ser mentira fiquei feliz pois adoro o papa

    • Dialogando says:

      Poxa vida, Dulcineia! Ainda bem que podemos contar com nossos amigos. Agora fica a importante lição de sempre checar as notícias. 😉

  • Liza says:

    Alertas e informações como a de vcs, feitas constantemente contribuem imensamente, caminhando para uma diminuição considerável de Fakes. Vlw

  • Marcia says:

    Sempre checo td q vejo na internet. Notícia d morte d artista a política. Td eu checo no Google

  • Marli says:

    Realmente fica difícil jogar as notícias na rede sem checar antes, pois colocamos a exposição pessoas e podemos interferir negativamente na vida das pessoas na sociedade.

  • Roselys says:

    Publicar e compartilhar apenas a verdade — essa é a atitute correta.
    Simples assim!

    • Dialogando says:

      Hoje em dia é muito difícil confiar que exista uma única verdade.
      Por isso o exercício de checagem de informações é muito importante.
      Apenas por meio dessa prática conseguiremos fazer um uso ético das publicações em redes sociais, Roselys! 😉

  • jose nestor zeferino says:

    Tudo é educacao que começa em casa, Pais e filhos , depois se estende aos professores da vida e da escola.

  • Alex says:

    Esse combate realmente é importante, já que os meios de comunicação sempre foram elementos chave na propagação, modelação e direcionamento de pensamentos e ideias. Importante avaliar todas as mensagens que recebemos como verdades, inclusive, das mídias tradicionais que comprovadamente tem agido em prol de um agenda política e sem o compromisso com a verdade.

Artigos relacionados