tecnologia e estudo tecnologia e estudo

Volta às aulas: como aliar tecnologia e estudo

Volta às aulas: como aliar tecnologia e estudo

Com o ritmo acelerado da invasão tecnológica no universo dos jovens, a sala de aula não ficou imune. Na volta às aulas aplicativos, séries e jogos viraram instrumentos para ampliar o saber e estimular novas formas de estudo.

O WhatsApp, por exemplo, deixou de ser apenas uma rede social para recados da galera e tem sido usado como ferramenta para a interação da turma, por causa da facilidade para trocar informações, passar recados sobre trabalhos e provas e, principalmente, tirar dúvidas sobre matérias entre os estudantes e até professores.

Para maior integração dos jovens, com o Google Sala de Aula dá para criar turmas ou participar de uma. Basta fazer o cadastro com a conta do Google e logo na primeira aba, aparece o ícone “Turmas”. Para participar é pedido ao usuário o código da turma que quer entrar (qualquer integrante do grupo pode passar).

Na segunda opção basta criar o nome, a seção, sala e a disciplina para o grupo novo. Dentro do app pode criar atividades e escrever recados no mural. Quem participa recebe uma notificação a cada nova atualização feita dentro da plataforma.

As plataformas digitais, como o YouTube, são sucesso garantido entre os jovens e usar a ferramenta mesclada com a metodologia de ensino pode ser uma das formas de facilitar o aprendizado.

O professor de inglês João Oliveira testou e viu que essa é uma forma de atrair a geração Z (idades entre 15 e 20 anos).

“Comecei a usar vídeos de temas que eles gostam e inserir com o método da escola. Eles adoraram, saíram falando e ainda me trouxeram mais ideias para as próximas aulas”, conta.

Para ajudar quem não consegue manter o foco e a concentração na hora dos estudos, o Forest é o aplicativo ideal. “Mantenha o foco” é o slogan do aplicativo que desafia você em um jogo: quando você se cadastra e faz o passo a passo, começa uma sessão de foco. A partir daí o desafio é não sair da tela do aplicativo.

Quanto mais tempo você ficar no app, mais você ganha sementes para plantar árvores e formar uma floresta. Se você conseguir, significa que gastou mais seu tempo com estudos do que com redes sociais ou jogos, pois quando você sai do aplicativo e usa o celular para navegar em outras páginas, as árvores murcham.

Quanto mais sessões de foco conseguir completar com sucesso, mais densa fica a floresta e mais pontos você ganha. Uma parceria do app com a organização Trees for the Future possibilita a troca dos pontos por árvores de verdade. Você estuda mais e ainda ajuda a natureza. O app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

O site da Fundação Telefônica Vivo é uma outra fonte de informação para quem estuda na internet. Dentro da plataforma é possível encontrar diversos artigos que dão dicas de como caminhar para uma educação inclusiva no meio digital.

Agora não tem mais desculpa, porque tem #AplicativoNaMão pra tudo!

Fonte: Dialogando - Volta às aulas: como aliar tecnologia e estudo (2019)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Volta às aulas: como aliar tecnologia e estudo 2020-02-05 13:38:32
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)