como-funciona-o-infravermelho

Como funciona o infravermelho?

Como funciona o infravermelho?

Do controle remoto da sua televisão, passando pela rápida transmissão de dados, à influência no clima do planeta. O tipo de radiação eletromagnética, ou luz, que chamamos de infravermelho está presente no nosso dia a dia e em inúmeras tecnologias que utilizamos e nos beneficiamos.

No entanto, para entender os usos atuais da radiação, é necessário voltar até sua descoberta. Em 1800, o astrônomo inglês Sir William Herschel percebeu uma mudança na temperatura ao estudar a luz emitida pelo Sol. 

Na prática, o experimento consistia em posicionar termômetros em todas as cores do espectro (violeta, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho) refletidas a partir de um prisma. Abaixo da cor vermelha, na área da radiação infravermelha (IV), ocorreu um repentino e inesperado aumento na temperatura

Onda térmica

Com a sua identificação, e mais avanços científicos, reconhecemos o Sol como principal propagador deste tipo de radiação. Além de raios ultravioleta (UV), aqueles que precisamos nos proteger nas praias e piscinas, o astro emite radiações de ondas curtas a todo instante.

E não é só o Sol ou outra estrela que emitem esse tipo de radiação. Nós, seres humanos, e outros seres vivos também a emitimos. Animais como cobras – que enxergam espectros diferentes de luz – caçam à noite com a habilidade de interpretar a luz infravermelha proveniente do calor das suas presas.

Tal característica inspirou cientistas na criação de tecnologias que aumentam o espectro da luz visível. Assim, a chamada visão noturna baseada no calor foi desenvolvida para fins militares e aplicada em óculos especiais, câmeras, drones e mísseis.

Hoje, a tecnologia foi adaptada a babás eletrônicas, câmeras de segurança e até sensores fotossensíveis de elevadores com a interpretação eletrônica do sinal.

Você sabe onde mais o infravermelho é usado?

O infravermelho também pode carregar informações e dados. Ao mudar o canal da sua televisão com um controle remoto, um feixe de luz com o comando apertado transcorre o espaço da sua sala até chegar ao equipamento – assim não precisamos levantar como antigamente. 

Leitores de código de barra funcionam similarmente. Emitem a radiação, interpretam o padrão intrincado do sistema e indicam o preço de algo no mercado. Mas a maior contribuição do infravermelho é a que faz você se conectar à internet!

A fibra óptica nada mais é que um túnel em que informações percorrem em alta velocidade e por longas distâncias. 

Cabos submarinos interligam os continentes à rede mundial de computadores. Nestas grandes estruturas, ocorre a transmissão no espectro infravermelho. A luz percorre os filamentos em um ângulo específico e, sob condições de reflexão total, se deslocam do Brasil à Europa, por exemplo.

Hoje, a luz infravermelha é uma inovação inclusive para a área da saúde. Neste ano, a ferramenta fez parte de um tratamento contra o câncer, estudo que levou 4 anos para ser colocado em prática.

Outras ferramentas como o Bluetooth, Wi-Fi, 5G e QR Code são algumas das novas tecnologias que apareceram nos últimos tempos, porém tecnologias mais antigas, como o infravermelho, ainda fazem parte do nosso cotidiano. 😉

Fonte: Vivo Dialogando - Como funciona o infravermelho? (2020)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)