campos-eletromagneticos campos-eletromagneticos

Como funcionam os campos eletromagnéticos?

Como funcionam os campos eletromagnéticos?

Como o próprio nome já revela, os campos eletromagnéticos são uma combinação entre os campos magnéticos e os elétricos. Apesar de ser invisível aos olhos, está muito presente em sistemas e tecnologias que grande parte da população tem acesso no dia a dia.

Por exemplo, você sabia que os celulares e todo o sistema de telecomunicações funcionam por causa dos campos eletromagnéticos?

As ondas eletromagnéticas são o resultado final do deslocamento de corpos – ou seja, tudo o que é gerado por matéria, como objetos e até o ser humano – carregados eletricamente que, quando movimentados, se associam a um campo elétrico e a um campo magnético. E os campos eletromagnéticos são os espaços em que essas forças se propagam, no formato de ondas e na velocidade da luz.

Ondas eletromagnéticas e o 5G

Inovação no mercado tecnológico, o 5G vem surgindo para contemplar o acesso via smartphone. As redes móveis de 5o geração, conhecidas mundialmente como 5G, tem como intuito suportar um grande número de conexões, o que inclui inteligências artificiais e assistentes inteligentes.

Podemos dizer que a rede 5G se assemelha aos rádios e TV’s, uma vez que esses recebem as informações por meio de ondas eletromagnéticas emitidas pelas antenas de transmissão. No entanto, a tecnologia 5G possui uma antena inteligente, que direciona o sinal separadamente para os gadgets, entendendo as necessidades de conexão de dispositivos mobiles.

Vale ressaltar que os sinais usados nas redes 5G são sujeitos às mesmas diretrizes internacionais de segurança de seus antecessores, o 3G e 4G, que ainda são muito utilizados no Brasil. O 3G, que começou a ser estabelecido por volta dos anos 2000, atingiu velocidade de até 168 megabits por segundo.

Em 2013, a tecnologia evoluiu para o 4G, que atingiu uma velocidade dez vezes mais que seu antecessor, possibilitando o uso de serviços de streaming e jogos no smartphone.

campos-eletromagneticos

Campos eletromagnéticos podem causar danos à saúde?

Apesar da preocupação sobre a emissão de radiação das antenas de transmissão, não há estudos científicos que comprovem algum tipo de perigo à saúde causado pela exposição às frequências eletromagnéticas dos celulares, quando respeitados os níveis recomendados pela OMS e pela ICNIRP. 

No Brasil há a Lei no 11.934, de 5 de Maio de 2009, que garante um limite para a exposição humana e proteção da saúde e meio ambiente. Sendo assim, estações transmissoras de radiocomunicação não podem exceder 300 GHz (giga-hertz), segundo dados da Anatel.

Para isso, as empresas de telecomunicação monitoram as frequências emitidas das antenas até a estação transmissora periodicamente, garantindo que os valores estabelecidos estejam de acordo com o previsto. Vale destacar que áreas localizadas em até 50 metros de hospitais, clínicas, escolas, creches e asilos são consideradas áreas críticas pela lei.

Agora você já sabe como funciona a emissão do sinal que chega até seu smartphone e permite que você acesse a internet através de dados movéis e como funciona a tecnologia do 5G, que está em período de testes no Brasil. Legal né? 🙂

Fonte: Dialogando - Como funcionam os campos eletromagnéticos? (2020)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Como funcionam os campos eletromagnéticos? 2020-01-22 10:54:00
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)