Segurança
12/01/2016 4 min de leitura

Tempo de leitura

Saiba como denunciar crimes praticados na Internet

Canal criado pela Safernet garante anonimato do usuário.

(Conteúdo atualizado em junho de 2019)

Talvez essa cena lhe pareça familiar: ao navegar tranquilamente na Internet, você se indignou ao encontrar conteúdos criminosos, como pornografia infantil, racismo, incitação à violência ou xenofobia. É quando surge a pergunta: o que fazer para efetivamente combater esse tipo de situação?

Vivenciar esse tipo de situação é mais comum do que parece. Em 2017, a Norton Cyber Security divulgou um relatório sobre segurança cibernética e revelou que o Brasil passou a ser o segundo país com o maior número de casos de crimes na internet, o que afetou cerca de 62 milhões de pessoas.

Uma possibilidade para denunciar esse tipo de violação está ao alcance de qualquer um: o Hotline (www.denuncie.org.br), é um canal para a denúncia de crimes praticados na Internet mantido pela Safernet, instituição sem fins lucrativos que, desde 2005, busca melhorar a segurança on-line por meio de ações educativas de proteção à criança e ao adolescente.


thiago-tavares2

O Hotline existe há quase dez anos, ou seja, é um projeto antigo, que se confunde com a própria fundação da Safernet, diz o presidente da instituição e coordenador do Hotline, Thiago Oliveira. A ONG é a única do Brasil a contar com um termo de cooperação formal com a Polícia Federal, além de atuar junto a outras entidades, como o Ministério Público. São esses órgãos que analisam os conteúdos denunciados e investigam os suspeitos.

Os resultados são extremamente positivos: até o final de 2014, foram mais de 3,6 milhões de denúncias anônimas, atingindo mais de 500 mil páginas com conteúdo criminoso. Já existem oito operações da Polícia Federal que tiveram início a partir de denúncias feitas pelo Hotline, conta Oliveira.

Curiosamente, a maioria esmagadora dessas páginas não estão hospedadas em servidores brasileiros segundo Oliveira, esse número responde a apenas 3% das páginas denunciadas. Por isso, o serviço faz parte de uma rede internacional de hotlines, que reúne 48 países, o que permite que se articule algumas ações globalmente. O Hotline é uma solução nacional para um fenômeno global, afirma.

ANONIMATO GARANTIDO – Para fazer a denúncia, é bastante simples. Ao encontrar algum site ou mesmo uma postagem em redes sociais, como o Facebook e o Twitter, que estejam ferindo a lei de alguma maneira, você pode acessar o site http://new.safernet.org.br/denuncie. Lá há um campo para a URL do site ou postagem (que deve ser de acesso público) e outro para os comentários do denunciante (que são opcionais). Tudo é feito de forma totalmente anônima: não é necessário colocar nenhum dado que identifique o usuário, o que garante o sigilo. Uma vez que a denúncia é realizada, você recebe um número de protocolo, pelo qual pode acompanhar o andamento da mesma no próprio Hotline.

No topo da lista de denúncias estão os casos de pornografia infantil – até 2014, foram mais 1,4 milhão de denúncias anônimas, muitas das quais já resultaram as prisões dos responsáveis. Casos de apologia e incitação de crimes contra a vida, racismo e maus tratos contra animais também aparecem nas primeiras posições do ranking.

Porém, o crescimento do número de denúncias pode ser visto como algo positivo, no sentido de fazer com que as pessoas ajudem a construir um ambiente on-line mais seguro. Nós todos precisamos entender que há leis na Internet, diz Rodrigo Nejm, diretor de prevenção da Safernet. Nosso trabalho também é o de conscientizar o cidadão para um uso responsável da web.

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

Artigos relacionados