como proteger dados de um celular roubado

Smartphones: saiba o que fazer após ter o celular roubado

Smartphones: saiba o que fazer após ter o celular roubado

Você já teve um celular roubado? Com a popularização desses dispositivos, tecnologia avançada e as novas funções presentes, eles se tornam cada vez mais atrativos para criminosos. 

Mas você sabe quais são os principais protocolos de segurança para realizar após perder ou ter um smartphone roubado

Bloquear o IMEI, fazer um boletim de ocorrência e notificar a operadora são os primeiros passos. Mas também existem outras formas de se precaver e proteger seus dados.

Para falar melhor sobre o que fazer após ter o smartphone roubado, convidamos Guilherme Guimarães, que atua na área de Direito Digital e é especialista em Segurança da Informação pela Universidade Latino-Americana de Tecnologia.

Índice de roubo e furto de smartphones no Brasil em 2019

O estudo “Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil – Julho de 2019” entrevistou 2.532 pessoas, e 47% delas já tiveram pelo menos um celular roubado ou furtado, enquanto 27% declararam que tiveram o celular roubado duas vezes

A pesquisa também revelou 52% das vítimas de roubos e furtos de smartphone tem entre 16 e 29 anos, enquanto 44% são pessoas entre 30 e 39 anos.

O especialista recomenda que caso o usuário passe por uma situação dessas, é preciso fazer a eliminação dos dados remotamente e o bloqueio do aparelho por meio da plataforma web do fabricante

“Posteriormente, registre um boletim de ocorrência. Localize o número IMEI – o documento de identificação do aparelho. Com essa informação, junto do boletim de ocorrência, solicite à sua operadora o bloqueio do IMEI”, recomenda.

 celular roubado - como proteger seus dados

Plataformas para proteção de dados em caso de roubo:

Nas plataformas mencionadas abaixo, também é possível localizar o celular. No entanto, não é aconselhado tentar recuperar o aparelho por conta própria: é muito importante que você procure as autoridades policiais da sua região:

Como saber o IMEI do meu celular?

Sobre a importância de fazer o bloqueio do IMEI, Guilherme enfatiza: “Geralmente, o fabricante apresenta o IMEI na caixa ou em um adesivo na bateria do aparelho. O bloqueio do IMEI, no caso de furto, garantirá que ele não seja utilizado por terceiros. Com o bloqueio, o usuário incluirá o dispositivo em uma lista, de forma permanente, deixando-o bloqueado para utilização em todas as operadoras.”

O especialista comenta que há formas de manter seus dados seguros além de seguir os passos para bloquear o aparelho. 

Realize regularmente o backup de seus dados que estão armazenados no dispositivo. Uma dica importante é o uso de aplicativos para criptografá-los, pois caso não consiga eliminá-los, pelo menos eles estarão protegidos, afirma.

Para criptografar (codificar as informações de modo que somente o usuário do smartphone tenha acesso), seus arquivos no smartphone Android, basta ir até as configurações do aparelho e acessar a área de Criptografia e Credenciais. 

Já o sistema iOS tem a criptografia nativa do sistema operacional, usando o FileVault no macOS e proteção de dados no iOS, para mais informações, acesse a página de suporte da Apple.

Além de ter cuidado redobrado com seus pertences, mantenha os aplicativos atualizados no dispositivo e utilize a criptografia para proteger seus arquivos e informações pessoais. Desse modo, você pode evitar que a situação fique ainda pior com uma possível invasão de privacidade e roubo de dados. 

E você, como faz para proteger seu smartphone? Conhece alguma dica? Conte pra gente nos comentários! (:

Fonte: Vivo Dialogando - Smartphones: saiba o que fazer após ter o celular roubado (2019)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)