seguranca-no-twitter-evitando-o-cyberbullying

Segurança no Twitter: evitando o cyberbullying

Segurança no Twitter: evitando o cyberbullying

Você já se deparou com tweets indesejados ou situações de cyberbullying na rede social? E seu filho, será que ele não sofre com esse mal? Para saber como se portar nessa situação, conversamos com o gerente de Políticas Públicas do Twitter, Felipe Magrim, que deu algumas dicas valiosas.

“Se você vir algo que o perturbe, se alguém estiver tentando começar uma briga ou simplesmente permanecer te incomodando, lembre-se que há muitas maneiras de resolver problemas no Twitter, como a função de silenciar ou bloquear”, diz ele.

Como agir contra o Cyberbullying?

Magrim deu várias dicas sobre como agir em casos onde o cyberbullying acontece. Confira abaixo e entenda como resolver a situação:

  • Lembre-se da regra de ouro: trate os outros como gostaria de ser tratado. Procure compreender, e não apenas ser compreendido.
  • Pense um instante. Tweets são curtos. Se soa estranho ou incomum, pare um instante para considerar o contexto. Um tweet que parece ofensivo ou desagradável para você pode perder o aspecto hostil quando lido como parte de uma conversa maior.
  • Todo mundo é crítico. Todos no Twitter têm direito de opinião e, como todos os demais representam centenas de milhares de opiniões, ocorrem divergências. Não há nada de errado com uma discussão saudável.
  • Se uma discussão se torna uma briga, geralmente é melhor se afastar. Se isso não funcionar, use ferramentas como a função de silenciar e bloquear para controlar a situação.
  • Praticantes de bullying geralmente não se reconhecem como tal. Na verdade, amigos estão mais propensos a perturbar um ao outro do que pessoas totalmente estranhas.
    Na maior parte do tempo, os praticantes de bullying realizam suas ações em busca de poder e status. Em outras palavras, muitos deles não estão felizes com a sua condição atual.
  • Bullying on-line geralmente tem origem offline. O que muda é que a Internet oferece aos praticantes de bullying ferramentas novas para fazer brincadeiras velhas. Como consequência, o bullying pode ir diretamente da sala de aula para o Smartphone.
    Se isso estiver acontecendo com você, não basta simplesmente seguir as etapas acima; converse com um adulto em quem você confia, como um membro da família ou professor, que possa ajudar você a lidar com a situação.
  • Ajude a criar um espaço seguro. Seja qual for o caso, nunca é fácil ser alvo de abuso online. Se você sabe de alguém que tenha sofrido esse tipo de abuso, não faça vistas grossas. Em vez disso, ofereça ajuda contando à pessoa sobre as políticas do Twitter e os recursos destinados a lidar com assédio (por exemplo.: tudo o que você aprendeu nesta página).
    Quando adequado, oriente-a a entrar em contato com um adulto de confiança que possa ajudá-la a lidar com a situação. Você também pode denunciar abuso e assédio em nome dela.
  • Aprenda com os profissionais. Talvez você queira também entrar em contato com organizações especializadas em lidar com questões de segurança on-line, como bullying, assédio e violações de privacidade.

Para saber mais, acesse o suporte do Twitter e não se esqueça de comentar! Esse é um especial dividido em três partes. Aproveite e saiba como se proteger usando o Twitter.

Fonte: Vivo Dialogando - Segurança no Twitter: evitando o cyberbullying (2016)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)