Sustentabilidade
26/09/2019 7 min

Tempo de leitura

Dia Nacional do Surdo: tecnologia em prol da inclusão social

O Dia Nacional dos Surdos no Brasil é comemorado no dia 26 de setembro. Veja como a tecnologia está ajudando nessa inclusão social!

Comemorado no dia 26 de setembro, o Dia Nacional dos Surdos no Brasil é uma data que promove a reflexão e celebra a conquista dos direitos e inclusão de pessoas surdas na sociedade. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), existem cerca 360 milhões de pessoas que sofrem de algum tipo de surdez no mundo – o que corresponde a mais de 5% de população mundial – e, entre elas, 32 milhões são crianças.

Segundo a OMS, a surdez é considerada a primeira deficiência com mais impacto no índice de qualidade de vida da população, ultrapassando a deficiência visual e de locomoção, por exemplo. Alarcos Cieza, psicóloga e coordenadora do Departamento de Deficiência e Reabilitação da OMS, pontuou a importância de pessoas surdas terem acesso a programas educativos, conforme suas necessidades, que incluam a aprendizagem da linguagem dos sinais, assim como para suas famílias.

Em 2017, o tema da redação do ENEM foi “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. A questão, além de pegar alguns estudantes desprevenidos, levantou o debate sobre uma pauta importantíssima: afinal, quais são os maiores desafios para a educação de pessoas surdas no país?

Existem avanços tecnológicos tanto na área da medicina quanto na área da educação, o que têm transformado o dia a dia da comunidade surda com o passar dos anos. Inclusive, o diálogo sobre inclusão de pessoas surdas na sociedade se intensificou e, com isso, cada vez mais alternativas para comunicação entre pessoas surdas e ouvintes têm surgido. Tanto que muitos estudos ressaltam a importância do ensino de libras em escolas regulares.

Por isso reunimos alguns aplicativos que facilitam a transcrição de conteúdo, traduções e disseminação da Língua Brasileira de Sinais.

3 aplicativos para ajudar na comunicação entre surdos e ouvintes

Live Transcribe (Google) – o Transcrição Instantânea é um app de acessibilidade desenvolvido para pessoas surdas e com perda auditiva, mas que pode ser usado por todos. O sistema do aplicativo realiza em tempo real a transcrição de voz e som em texto na tela. Com mais de 5 milhões de downloads, o app está disponível gratuitamente para Android.

VLibras – o aplicativo faz parte de um conjunto de ferramentas que busca ajudar os surdos em suas atividades diárias, como por exemplo fazer compras ao traduzir a fala dos vendedores para libras. Ele visa contribuir na comunicação, na disseminação e na padronização da Língua Brasileira de Sinais. Disponível gratuitamente para Android e iOS.

Hand Talk – liderado por um simpático intérprete 3D, o Hugo, o aplicativo Hand Talk faz a tradução automática de texto e voz para Língua Brasileira de Sinais. Com mais de um milhão de downloads, o serviço pode ser acessado através do site oficial, ou baixado gratuitamente em Android e iOS.

Outros aplicativos que ainda estão em desenvolvimento também prometem facilitar a comunicação entre surdos e ouvintes. Quando lançado, o aplicativo Transcense poderá transcrever conversas com mais de dois participantes em tempo real.

Por outro lado, o aplicativo MotionSavvy, também em desenvolvimento, irá contar com uma câmera especial para rastrear os movimentos dos usuários e transcrever a linguagem de sinais em tempo real, com uma tradução falada em voz alta pelo app.

Hoje em dia, também é cada vez mais comum encontrar jovens engajados que criam conteúdo para a comunidade surda no Brasil, ou seja, a surdez ou qualquer outro tipo de deficiência não deve ser uma barreira para quem se interessa por uma carreira em comunicação. Os YouTubers surdos não tratam só sobre temas e tabus envolvendo pessoas surdas, mas assuntos como comportamento, cultura pop e tecnologia também estão em pauta.

Conheça os YouTubers surdos

Léo Viturinno

Léo é professor universitário de Libras, YouTuber, surdo e oralizado (que também utiliza a língua oral para se comunicar). No canal, com pouco mais de 35 mil inscritos, ele sinaliza tudo sobre assuntos contemporâneos como cultura pop, a comunidade LGBTQI+, livros, séries e filmes, e também ensina o básico sobre Libras. Os vídeos têm legendas e áudio em português.

Isflocos – Gabriel Isaac

Gabriel Isaac é surdo e trata sobre todo tipo de assunto em seu canal, que conta com quase 15 mil inscritos. De maneira didática, ele aborda temas importantes para a comunidade surda e os ouvintes. Os vídeos são feitos em Libras e legendados em português.

Visurdo – Andrei e Tainá Borges

O canal dos irmãos Andrei e Tainá Borges conta com mais de 173 mil inscritos e retrata o cotidiano da família, além de assuntos importantes para a comunidade surda. Andrei e Tainá também produzem vídeos engraçados e curtas-metragens para surdos. Todos os vídeos são feitos em Libras, com legendas em português.

Tanto para os surdos quanto para os ouvintes que convivem com essas pessoas, é muito importante estar atualizado sobre novas tecnologias, novidades e inovações na área. A modernização de aparelhos que podem ajudar na recuperação ou resgate de uma parte da audição das pessoas, sites e aplicativos que auxiliam na comunicação entre surdos e ouvintes, entre outros. Portanto, estimular a inclusão e o diálogo entre surdos e ouvintes devem ser ações cada vez mais comuns no nosso dia a dia. (:

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados