Educação
10/10/2019 7 min

Tempo de leitura

Dia das Crianças: brinquedos Tecnológicos aliados à Aprendizagem infantil

Muitos pais possuem receio de introduzir tecnologia na vida dos filhos. Saiba o que a Psicopedagoga Isabela Kora têm a dizer sobre Brinquedos Tecnológicos.

Você já parou para pensar que o momento de brincar das crianças, além de ser benéfico para a aprendizagem, pode ser educativo? As brincadeiras estão cada vez mais educativas e, com os avanços tecnológicos, cada vez mais crianças aproveitam o momento de se divertir para aprender também.

Conversamos sobre a relação dos brinquedos e a educação das crianças com Isabela Kora, psicóloga pela Universidade Mackenzie e pós-graduanda em Psicopedagogia pelo Centro Universitário São Camilo

Isabela incentiva a introdução dos brinquedos tecnológicos na rotina das crianças, desde que isso seja feito com um objetivo: descobrir o que aquela brincadeira pode agregar no processo de aprendizagem da criança

É preciso se perguntar: “O que eu quero trabalhar com a criança ao propor essa brincadeira ou entregar esse brinquedo? ”, recomenda. 

Sobre a utilização de Brinquedos Tecnológicos e brincadeiras sem tecnologia na rotina da criança, a psicóloga recomenda que haja um equilíbrio. 

Alguns estudos apontam que a idade ideal para introduzir a tecnologia no cotidiano das crianças é a partir dos três anos de idade. Portanto, é recomendado que as crianças tenham o acesso à tecnologia, ao mesmo tempo que esse período seja dividido com as brincadeiras tradicionais. ”, comenta Isabela.

Kora também afirma: “Entre os benefícios que a união dos brinquedos tecnológicos às brincadeiras exerce no processo de aprendizagem da criança, estão o desenvolvimento do raciocínio lógico, resolução de problemas e tomada de decisão, além do desenvolvimento motor e neurológico.”, encerra.

Quais as recomendações de Brinquedos para cada idade?

Com base nas recomendações do INMETRO de brinquedos ideais para cada faixa etária, criamos uma lista com os brinquedos tecnológicos adequados para crianças de todas as idades:

  • 0 a 5 meses – Ao longo dos primeiros meses de vida, o bebê reage a sons e leva tudo à boca, por isso o ideal são os brinquedos que emitem sons leves e superfície lisa.
  • 6 meses a 1 ano –  Para estimular o bebê que já levanta e tem pescoço firme, brinquedos que emitem sons a partir de comandos como apertar e empurrar são recomendados.
  • 1 a 2 anos – É nessa fase que a criança começa a imitar o adulto e desenvolver a fala. Escolha brinquedos que estimulem a repetição de palavras e sons, como os que simulam vozes de animais.
  • 2 a 3 anos – Nesse período, as crianças desenvolvem a linguagem e passam a reconhecer cores e formatos. Aposte em brinquedos musicais com bastante cor e desenhos.
  • 3 a 4 anos – Como é nessa fase que a criança começa a compreender relações de causalidade e a desenvolver o raciocínio, os laptops infantis são uma boa opção.
  • 4 a 6 anos – É o período correto para apostar em brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade, que estão se desenvolvendo. Instrumentos musicais e robôs simples são alguns exemplos.
  • Acima de 6 anos – É hora de investir em brinquedos que colaboram com o desenvolvimento do raciocínio lógico. Vídeo games e jogos eletrônicos funcionam bem.


Brinquedos Tecnológicos e Educativos 

A Amazon faz anualmente uma lista dos 100 Brinquedos mais vendidos do ano, além de prever quais produtos vão estar em alta no próximo período de férias e datas comemorativas. Em 2018, já era nítido: os brinquedos tecnológicos estão entre os mais procurados. 

É o caso do V.Reader, um minicomputador que se assemelha a um tablet e que pode ser acionado pelo toque ou por uma caneta específica. Ele possui jogos interativos, leitor e player de vídeos. 

Já o uDraw Tablet, é uma mesa gráfica que lembra os antigos quadros de desenho magnéticos. A diferença é que é possível conectar o brinquedo ao Nintendo Wii e reproduzir os desenhos na televisão.

Já o Cubo Rubik Eletrônico, é a evolução do famoso cubo mágico tradicional, mas, em vez de mover as peças, os quadradinhos coloridos são iluminados e sensíveis ao toque. Para brincar, é preciso apenas imitar o movimento de giro com os dedos e as luzes do cubo mudam de posição.

Incorporar as brincadeiras tradicionais no cotidiano e estimular o uso desses brinquedos tecnológicos que interagem, com moderação e supervisão dos pais e responsáveis, é essencial para o crescimento saudável das crianças. 

Apresentar brinquedos tecnológicos e integrar esses objetos às brincadeiras das crianças pode influenciar diretamente o desenvolvimento infantil durante processos que vão desde a alfabetização, escrita, e até mesmo as questões sobre interação social. 

Pensando nisso, quais brinquedos tecnológicos estão na sua lista de compras para este Dia das Crianças? Conta pra gente! (:

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados