Comportamento
06/06/2019 11 min

Tempo de leitura

Como é o namoro online na terceira idade?

Quem disse que se apaixonar é coisa de jovem? O namoro online na terceira idade é um dos que mais acontecem nas redes sociais. Quer saber como? Confira!

Quem disse que é preciso ser jovem para sentir borboletas no estômago quando se encontra alguém especial? Pessoas na terceira idade têm dado uma verdadeira aula quando o assunto é se conectar e conhecer gente nova. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE, em 2017, cerca de 2,3 milhões de pessoas com mais de 60 anos começaram a usar a internet. Esse aumento se deu porque, de lá para cá, a tecnologia se tornou essencial até para quem já acreditou que era algo muito complicado. E, neste caso, a adaptação à cultura tecnológica foi muito bem-vinda para acontecer o namoro online na terceira idade!

Por que a terceira idade está mais conectada?

O Google Global Sênior Survey fez um levantamento em 2018 e descobriu que a população madura do Brasil busca 19% mais encontros online que os outros países analisados. Ou seja, com o aumento do número de acessos dos mais velhos às redes sociais, a busca por companhia também ficou bem mais fácil!

Um dos fatores que incentivam essa procura é o isolamento. A especialista em Psicologia Clínica e sócia-diretora do Instituto do Casal, Marina Simas, comentou que a solidão é algo que incomoda muitas pessoas e nem todas estão acostumadas a viver sozinhas. “Para algumas pessoas, ter uma companhia vai ajudar em muitos aspectos da vida, principalmente no âmbito emocional. Essa geração costuma optar por um relacionamento online principalmente por indicação dos filhos, netos ou sobrinhos. Com esse avanço tecnológico, todos estão optando pela praticidade de relacionar; com a terceira idade não é diferente”, encerra.

Uma história sobre o namoro online na terceira idade

Foi o que aconteceu com Liça, de 79 anos. Ela conheceu o marido Luiz, de 88 anos, no site Par Perfeito há nove anos. “Vivi 32 anos com meu primeiro marido, depois fiquei 14 anos sozinha sem me relacionar com ninguém, fora família e amigas” — foi então que sua filha deu a ideia de fazer um perfil online. E depois de nove meses (e alguns encontros frustrantes) ela conheceu Luiz. “Nós tínhamos muita coisa em comum! Conversávamos pelo site, depois fomos para o e-mail e então trocamos telefone… Depois disso, não demorou muito para marcarmos um encontro”, conta Liça.

Quando se encontraram, Luiz levou Liça para jantar em um restaurante especializado em gastronomia francesa, o preferido dela. “Quando nos vimos, ele foi um cavalheiro, me entregou uma rosa vermelha e me levou ao restaurante” — isso foi em uma terça-feira; na quinta da mesma semana eles se viram de novo e no sábado já tinham marcado uma viagem. “Nos demos bem e temos muito em comum. Antes, eu tinha medo de me relacionar dessa forma, online; mas conforme fomos nos conhecendo melhor, ele me fez sentir segurança, por isso aceitei. Além do mais, quando ele me convidou para viajar, eu pensei: nós que já somos mais velhos não temos tempo a perder”. Orgulhosa, Liça finaliza: “o que eu mais gostei dele? Ele é fora de série, amo tudo nele!”.

Luiz, que é engenheiro químico, disse que já tinha o hábito de lidar com a tecnologia. “Eu sempre mexi na internet”. Depois de ficar viúvo de um casamento de 52 anos, ficou sozinho por dois anos até criar o perfil no Par Perfeito. “A Liça foi a primeira pessoa com quem conversei; tanto que, quando entramos no site, também inserimos o tipo de perfil que queremos encontrar. Ela queria um homem com, no máximo, 78 anos e 1,70 m de altura, no mínimo. Eu mandei uma mensagem dizendo ‘se eu fosse um ano mais novo e um centímetro mais alto, me candidataria’, ela disse que não tinha problema e começamos a conversar”.

Em fevereiro de 2011 eles ficaram noivos e, com o apoio da família, se casaram em dezembro do mesmo ano e vivem juntos até hoje. Luiz fala um pouco sobre a vida do casal hoje em dia e comenta: “Nós somos apaixonados, damos muita risada juntos, vivemos uma vida alto-astral, gostamos muito de viajar, assistir a filmes, ir ao cinema e jantar fora”.

Liça é psicóloga e atua na área até hoje, além de ter escrito o livro “Os velhos também amam”, que reúne 18 contos sobre relacionamento entre pessoas com mais de 65 anos. O e-book está disponível para venda na Amazon.

Namoro online de Liça e Luiz

 

4 sites e aplicativos de relacionamento para a terceira idade

Coroa Metade – Criado exclusivamente para pessoas que já passaram dos 40 e buscam um novo amor, o Coroa Metade se autodenomina como “o site de relacionamento para quem está na melhor fase da vida”; em 2018 ganhou uma versão mobile. O site e o aplicativo são gratuitos na versão Básica, mas também contam com a versão Premium, que oferece mais recursos. App gratuito, disponível para download em Android e iOS.

Par Perfeito – Este site não é restrito ao público maduro, podendo ser utilizado por maiores de 18 anos. Porém, o Par Perfeito é conhecido por hospedar, em sua grande maioria, uma comunidade de pessoas da terceira idade. É possível utilizar o site e o aplicativo na modalidade gratuita, mas a ferramenta também oferece planos de assinatura com mais recursos. App gratuito e disponível para download em Android e iOS.

OurTime – Exclusivo para quem já passou dos 50, nas versões web e mobile, o OurTime chegou ao Brasil em 2016 e, atualmente, possui uma base sólida de 20 mil usuários. Disponível na versão gratuita, a plataforma também oferece pacotes de assinatura para quem quiser ter mais recursos. App disponível para download em Android e iOS.

Facebook Dating – É a nova aposta da rede social para quem está à procura de um amor. O recurso pode ser acessado pelo próprio Facebook, mas requer a criação de um breve perfil sobre o usuário e suas preferências. Embora não seja voltada para o público maduro, a ferramenta de encontros é uma novidade para quem está à procura de companhia.

Namoro online é bom, mas fique atento na hora da conquista

Conheça bem os pretendentes

Um dos maiores incentivos na hora de procurar o namoro online na terceira idade é a solidão, por isso é importante conhecer bem a pessoa que está do outro lado da tela.

Não compartilhe informações (muito) pessoais

Pode falar sobre você, mas tome cuidado ao revelar informações como endereço, localização atual, senha de acessos e dados bancários. Converse bastante e desconfie de pedidos estranhos para não cair em um golpe.

Denuncie qualquer comportamento suspeito

A maioria dos sites de relacionamento oferece uma área de segurança e análise de denúncias. Fique atento a qualquer abordagem mais invasiva, solicitações repetitivas ou perfis falsos.

Marque os primeiros encontros em locais públicos

Invista em programas como um passeio no parque, jantar em um restaurante ou ir ao cinema. Além disso, antes de sair, avise alguém próximo e compartilhe o contato do pretendente com essa pessoa.

A internet transformou o jeito que nos relacionamos com os outros e com o mundo. Aproveitar todas as novidades é importante, mas não se esqueça de navegar com segurança! ☺

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados