Comportamento
25/06/2019 5 min

Tempo de leitura

Como a tecnologia pode ajudar projetos sociais

A tecnologia ajuda a sociedade, inclusive os projetos sociais. Veja aqui como que as ongs e iniciativas conseguem ajuda constante com a ajuda tecnológica!

Você conhece projetos sociais que precisam pedir apoio constantemente para continuar existindo? Essa é uma realidade que uma série de iniciativas enfrenta diariamente. Seja para ajudar alguém em um tratamento de saúde, uma ONG ou espaços de cunho social, educativo ou cultural, é preciso de apoio para continuar.

Embora pareça uma missão impossível, as pessoas têm encontrado formas de apoiar esses projetos. Uma delas é por apostar no financiamento coletivo, no qual é possível levantar diferentes valores com a ajuda de várias pessoas em vez de depender de apenas um investidor. Isso foi o que aconteceu com a ONG Casa 1, um centro de cultura e acolhimento de pessoas LGBTs em situação de vulnerabilidade, que opera desde 2016 na região central de São Paulo.

Projeto social Casa 1

Após o sucesso de uma campanha de financiamento coletivo para inaugurar e manter a ONG ativa pelos próximos anos, em 2019, o idealizador do projeto, Iran Giusti, anunciou que a Casa 1 fecharia as portas por conta da escassez de verba para manter o projeto funcionando. Em entrevista para o HuffPost Brasil, ele comentou que o número de doações, financiamentos e parcerias diminuiu, levando o orçamento da Casa a um limite.

Depois que a notícia sobre o fechamento da Casa 1 começou a circular, em março deste ano houve uma mobilização geral e, em pouquíssimo tempo, a ONG atingiu 112% da meta necessária para não encerrar as atividades e continuar aberta até dezembro de 2020. Apoiadores que vieram de redes sociais e artistas se uniram para divulgar a situação da Casa, tanto que o alcance da campanha foi tão grande que influenciadores digitais chegaram a realizar bazares beneficentes em prol da entidade, com toda arrecadação revertida para o local.

“Quanto mais gente, mais contribuidores, mais benfeitores a gente tiver, mais segurança a gente tem para a manutenção do projeto”, disse Giusti em entrevista para o HuffPost Brasil. Hoje, além de funcionar como república de acolhimento, a Casa também atua como um centro cultural oferecendo atividades gratuitas, como palestras, cursos e workshops para o público.

Outros projetos sociais que utilizam financiamento coletivo

O mais legal é que existem vários projetos que foram salvos e continuam existindo com o apoio de pessoas que se mobilizam online todos os dias. Confira quais são esses projetos:

Projetos sociais que utilizam o financiamento coletivo

Vários projetos como a “Casa 1”, “PerifaCon”, “Todas por Frida” e “Afrolab para Elas” encontram na tecnologia uma forma de buscar apoio e alcançar mais pessoas! Assim, esses e outros projetos sociais têm mais chances de continuar existindo para exercer um papel transformador na sociedade e na vida de milhares de pessoas. ☺

VOLTAR

Gostou da notícia? Esse artigo te fez pensar diferente?

Curta quantas vezes quiser e mostre o quão relevante foi esse conteúdo pra você!

Conta pra gente o que você achou e comece uma conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados