Como o consumidor pode se prevenir contra fraudes na Black Friday

Entenda como a tecnologia pode ajudar a identificar fraudes na Black Friday

Entenda como a tecnologia pode ajudar a identificar fraudes na Black Friday

Ao comprar online, você já se deparou com algum tipo de fraude ou desconto falso? A Black Friday marca o início da temporada de compras natalinas e, por isso, é preciso tomar cuidado com lojas falsas, vendedores mal-intencionados e ofertas suspeitas.

Para entender como essas fraudes ocorrem e como se prevenir, conversamos com Jorge Duro, professor e coordenador acadêmico do MBA de Gestão Comercial e de Vendas e do curso de Formação em Gestão Estratégica de Franquias, do IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio.

Quais são os tipos mais comuns de fraudes na Black Friday?

De acordo com o especialista, os falsos descontos ainda são o tipo de ocorrência líder nessa época do ano. “Os tipos mais comuns de fraude na Black Friday são os falsos descontos. O comércio aumenta com antecedência o preço dos produtos, para aparecer um número grande e atraente de desconto na hora da venda na Black Friday, quando, na prática, não há desconto nenhum.”

Além disso, Jorge comenta sobre uma estratégia muito comum entre sites e vendedores mal-intencionados.

Normalmente, no período anterior, as lojas que fazem fraudes vão aumentando o preço do produto, divulgando-o em mídias eletrônicas com um preço fake, mais caro que o normal, e depois fazem os falsos descontos”, relata.

Porém o professor pontua que a tecnologia pode ser uma aliada nesse momento, evitando, assim, que o consumidor seja enganado por esse tipo de fraude.

Existem sites que acompanham preços de lojas, fazendo um monitoramento do histórico de preços daquele fornecedor. Essa é uma ferramenta boa para o consumidor, para saber até que ponto o desconto é vantajoso e se, de fato, ele existe ou não.”

Sites como o EscolhaSegura, que criou uma extensão de monitoramento de preços para Google Chrome, Zoom e JáCotei podem ajudar os consumidores na hora de comparar e monitorar preços.

Para quem já foi enganado ou se sentiu lesado em alguma transação online, o especialista recomenda que desista da compra ou procure a orientação do PROCON, Órgão de Defesa do Consumidor. Inclusive, o IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) possui uma cláusula específica para compras online, onde o consumidor que se arrepender pode devolver o produto em até sete dias após o recebimento a compra.

Infográfico para as Fraudes mais comuns na Black Friday

De acordo com a FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos), hoje, 70% das fraudes estão ligadas à engenharia social, que consiste em os criminosos manipularem o usuário para que ele forneça informações confidenciais, tais como nome completo, CPF, senha de cartões etc.

O esquema utilizado por criminosos virtuais envolve aplicativos e links maliciosos, nos quais o usuário recebe um e-mail suspeito com um link e, ao clicar nele, um vírus é instalado no aparelho. Assim, os criminosos conseguem ter acesso ao dispositivo do consumidor.

Outro tipo de golpe muito famoso entre os criminosos é a criação de sites falsos, feitos para enganar os consumidores que, quando vão comprar, podem ceder informações pessoais e até mesmo dados bancários.

Para não cair no golpe, confira sempre o link e o domínio do site, se não há nenhuma palavra escrita de maneira errada ou algum selo de “Seguro”, “Verificado”, “Protegido”. Se ainda houver dúvida, faça uma busca no Google com o nome da loja e confira se o endereço mostrado nos primeiros resultados é o mesmo do site que você está acessando.

Portanto é importante conferir sempre se os aplicativos e os sites das lojas são confiáveis antes de fechar uma compra e, além disso, tomar cuidado com o phishing — ou seja, não ceder informações pessoais ou dados bancários para sites de origem suspeita. 

E você, como está se preparando para fugir das fraudes e aproveitar a Black Friday? Conte para nós nos comentários!

Fonte: Vivo Dialogando - Entenda como a tecnologia pode ajudar a identificar fraudes na Black Friday (2019)

Deixe uma resposta

O campo mensagem deve conter pelo menos 3 caracteres
Newsletter

Receba nossas notícias e fique por dentro de tudo ;)